Com florestas a perder de vista, Mato Grosso do Sul é um sem-fim de lugares para desbravar em meio à natureza.
Conhecido tradicionalmente pela produção de carne e de soja, Mato Grosso do Sul mostra seu potencial também no cenário florestal brasileiro, batendo quase 1 milhão de hectares de florestas plantadas e tornando-se destaque e referência no setor florestal.

Posicionado como o segundo maior produtor de eucalipto do Brasil, o Estado lidera o crescimento de florestas e torna-se um número expressivo dessa estatística, mostrando projeções positivas a cada ano no setor florestal.
Afinal, não há, em terras sul-mato-grossenses, quem não tenha se encantado com uma plantação de eucaliptos no meio do caminho.

Vivendo plena expansão, Mato Grosso do Sul conta com terras produtivas e extensão territorial. Assim, o Estado ainda espera que seu crescimento médio seja de 10% em área plantada para poder sonhar com a marca de 2 milhões de hectares.

Por fornecer grande variedade de serviços ecossistêmicos que afetam nossa saúde, bem-estar e sobrevivência, as florestas são importantes e necessárias.

Assim, foi instituído o dia 17 de julho como o Dia de Proteção às Florestas.

Preservar nossas florestas é pensar em mais qualidade de vida

A gente sabe que não faltam motivos para que a data seja lembrada, a fim de nos conscientizar sobre a importância da conservação florestal.

As florestas são fontes de matérias-primas, ajudando no controle biológico, regulando o clima, oferecendo alimentos e plantas, além de abrigar uma diversidade de espécies da fauna e flora.


Com cerca de 58% do seu território coberto por florestas, o Brasil é considerado o país com a segunda maior extensão de florestas do mundo, perdendo apenas para a Rússia.

Além disso, as tipologias nacionais também são impressionantes, apresentando, pelo menos, 13 tipos de florestas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


A PROTEÇÃO À FLORESTA TAMBÉM É MISSÃO DE CADA CIDADÃO

Muitos desafios ainda precisam ser enfrentados para preservar nossas florestas, pois vemos diariamente notícias sobre o desmatamento, queimadas e animais mortos. Assim como sobre o impacto vindo de hidrelétricas, agropecuária exploração ilegal de madeireiras, que afetam negativamente as extensões florestais, colocando em risco a vida dos animais e causando uma série de mudanças climáticas que atingem toda a população.

Algumas ações que podemos fazer para ajudar a proteger as florestas:

  • Usar produtos feitos com madeiras de reflorestamento, normalmente identificadas com um selo ou certificado;
  • Não colocar fogo em matas e não jogar cigarros ou objetos que causem combustão em florestas;
  • Não jogar lixo no meio ambiente;
  • Dar sempre prioridade aos papéis recicláveis.

Por meio do Curupira, menino dos pés virados e cabelos avermelhados, um dos ícones do folclore brasileiro, todos nós aprendemos que podemos e devemos ser protetores das florestas.

Afinal, florestas são o lar de inúmeras espécies de animais e plantas e seus benefícios atingem toda a população.

| Mato Grosso do Sul

Nome:
Email:
Site:
Escreva seu comentário: