Nosso último giro desta série de passeios por nossa Cidade Morena será pelas regiões do Segredo e do Centro. Todos prontos?

Revelando o Segredo

Fazendo limite com as regiões Imbirussu, Centro e Prosa, a Região do Segredo fica na zona norte de Campo Grande.

A Região do Segredo agrega grandes bairros, possui mais de 100 mil moradores e ganha no maior número de crianças da Capital.

Os bairros da Região do Segredo são Nova Lima – o mais populoso da região, com 35.519 moradores -, Coronel Antonino, Monte Castelo, Mata do Segredo, Seminário, Nasser, José Abrão, Presidente, Santa Luzia, Marli, Bom Retiro, Parque dos Laranjais e Dona Dedé.

Com bairros tradicionais, como o Nova Lima, e relativamente mais novos, como o Cerejeira, a Região do Segredo conta com amplos espaços para áreas esportivas, mas ainda sente falta de entretenimento e áreas de lazer.
O Complexo Olímpico Prof. Ruy Jorge da Cunha, localizado na Vila Nasser, se destaca.

Nos anos 2000, a região ganhou o Parque Estadual da Mata do Segredo, que busca preservar a fauna e a flora do Cerrado, fazendo manutenção de bacias hidrográficas e valorização do patrimônio de Campo Grande.

Com 177,58 hectares, o parque está localizado na região do Nova Lima e contém sala administrativa, auditório, salas de aula, cozinha industrial, quadra de esportes e sala administrativa do Projeto Florestinha, trabalho social e ambiental desenvolvido pela Polícia Militar Ambiental.

Pela Região do Segredo passam os córregos Segredo, Seminário e São Julião.

Uma lenda diz que o povo que habitava a região antigamente era quieto e, ainda, que o nome da região estaria ligado a um segredo de amor.

Última parada: Centro de Campo Grande

Coração da Cidade Morena, a região do Centro de Campo Grande está longe de ser apenas o miolo do comércio.

O Centro de Campo Grande compreende 13 bairros, em que mais de 71 mil pessoas vivem.

Os bairros da região são Centro, Jardim dos Estados, Cruzeiro, São Francisco, Cabreúva, Planalto, Amambaí – mais antigo da cidade -, Carvalho, Glória, Monte Líbano, São Bento, Itanhangá, Bela Vista.

O bairro São Francisco é o mais populoso, com 10.364 moradores, e o Bela Vista, o que contém menos habitantes, com 1.730 pessoas.

É a região com maior população de idosos da Capital e a única a perder habitantes nos últimos dez anos.

O bairro Cabreúva, um dos mais tradicionais da cidade, ainda conserva parte da via férrea da época da fundação da cidade.

A chegada da Orla Morena na região revolucionou a vida dos moradores, com espaço para atividades físicas, lazer e cultura.

Além da expansão de novos negócios, dos próprios moradores da região.
É também no Centro que teve início a história do Horto Florestal, em 1912.

Depois de passar por ampla reurbanização, hoje, o Horto Florestal conta com dependências para administração e biblioteca, orquidário, teatro de arena, pistas esportivas, espelho d’água e área de lazer, além de espaço para oficinas de arte.

Com área atual de 4,5 hectares, o Horto é parte integrante do setor histórico da cidade, tendo em suas imediações importantes referências do patrimônio de Campo Grande.

Com certeza, o Horto Florestal está entre os melhores parques de Campo Grande.

Revitalização com o Projeto Reviva Centro

Em 2018 inicia-se o processo de revitalização do Centro de Campo Grande.

A prefeitura de Campo Grande pretende, com esse projeto, valorizar a cultura campo-grandense e buscar o desenvolvimento econômico e social da cidade.

Ao preservar o patrimônio e desenvolver a região, agregamos passado e futuro na história da cidade que completa 119 anos neste mês.

Que essas estratégias para a utilização do patrimônio histórico-cultural traga a valorização da cidade e o resgate da autoestima dos moradores da Cidade Morena.

| Mato Grosso do Sul

Nome:
Email:
Site:
Escreva seu comentário:
Luciana
“Meu fado é de não entender quase tudo. Sobre o nada eu tenho profundidades.” Manoel de Barros. Um poeta encantado com as belezas do nosso Estado. Campo Grande possui o pôr de sol mais lindo do mundo. Amo essa morena.