Um giro na sua região – Prosa

Nosso giro por Campo Grande vai começar pela região urbana do Prosa, a primeira das sete que abordaremos aqui e que teve grande importância para o início da ocupação da cidade.

Com 82.328 habitantes, a região do Prosa inclui os bairros Novos Estados, Estrela Dalva, Mata do Jacinto, Margarida, Carandá Bosque, Autonomista, Santa Fé, Chácara Cachoeira, Veraneio, Noroeste, Chácara dos Poderes.

A área é marcada pela existência de muitas nascentes, que formam os dois principais córregos da região: Sóter e Prosa, que deu nome à região urbana.

Começando pelo Sóter, o córrego apresenta sua nascente perto dos bairros Carandá Bosque II, Vila Catarina e Jardim Marabá.

Já o córrego Prosa nasce perto do Parque dos Poderes e, na altura do Parque das Nações Indígenas, recebe as águas dos córregos Sóter e Reveilleau, que nasce no loteamento Copacabana, acima da avenida Mato Grosso e próximo ao loteamento Carandá Bosque, encontrando a margem direita do córrego Prosa.

A rede hidrográfica da região do Prosa é constituída por dez microbacias (Bandeira, Prosa, Anhanduí, Lageado, Gameleira, Bálsamo, Imbirussú, Coqueiro, Segredo e Lagoa).

E, segundo a Carta de Drenagem de Campo Grande, todos esses córregos que fazem parte da microbacia do Prosa estão vulneráveis a alagamentos em alguns pontos.
Problema bastante comum em outros tempos.

Moradores mais antigos do Prosa contam histórias sobre as inundações, antes recorrentes na região, com enxurradas e correntezas nas principais avenidas, provocando enchentes.

Ocupação da região do Prosa agrega diversidade

A região do Prosa ainda caracteriza-se por possuir grande diversidade no parcelamento do solo.

Por exemplo, em áreas mais próximas ao Centro, o parcelamento do solo é destinado para fins urbanos, predominando as quadras regulares.

Forma que muda quando entramos nos bairros Vivenda do Bosque, Chácara Cahoeira e Carandá Bosque, onde o traçado das ruas é curvo e as quadras, irregulares.

Rumo à direção leste da região do Prosa, percebemos maior diferença – o verde! Abrigando um grande parque urbano, é a parte em que encontramos o Parque das Nações Indígenas e a Reserva Ecológica do Parque dos Poderes.

Seguindo nesse sentido, nos direcionamos às chácaras, algumas com incríveis áreas de 5000 m dentro do perímetro urbano.

Um bairro que não podemos deixar de citar dentro da região urbana do Prosa é o Noroeste, que quebrou muito preconceito com o passar dos anos.

Localizado na saída para Três Lagoas, há décadas o Noroeste parecia bastante longe da malha urbana, determinando o traçado do limite leste da Capital.

Com a abertura de novos loteamentos, o Noroeste foi crescendo como extensão da região urbana do Centro, favorecida pela avenida Mato Grosso e a rua Ceará, importantes eixos do tráfego viário.

A região do Prosa ainda conta com muitos espaços vazios e outros densamente construídos, sendo bastante heterogênea, do Centro à periferia.

Dados do IBGE mostram que grande parte dos domicílios é de casa e que a população masculina é maioria da região, em que a idade média é de 31 anos.

As regiões urbanas da Capital foram criadas pelo Plano Diretor de Campo Grande, Lei Complementar nº 5, de 22 de novembro de 1995.

A região do Prosa tem como limites as regiões urbanas do Segredo, do Centro e do Bandeira, dos quais falaremos nos próximos posts.

Até lá!

One Reply to “Um giro na sua região – Prosa”

  1. TEM UMA BELEZA INCRÍVEL E …INDESCRITÍVEL NO ENTARDECER ,COM OS TONS DE VERMELHO NO CÉU IGUAL NÃO TEM ;A PAISAGEM COM AS ARARAS PASSANDO E …CONVIVENDO COM O CRESCIMENTO DA CIDADE . PRA COMPLETAR FIM DE SEMANA : SÓ COM A DELICIOSA MORENA BIER PARA UMA CARIOCA CONTEMPLAR TODA ESSA BELEZA UHHHH DELÍCIA VIVA CAMPO GRANDE MATO GROSSO DO SUL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *