Cidade de Mato Grosso do Sul para crianças

As cidades de Mato Grosso do Sul estão em constante desenvolvimento, e isso pode ser desafiador para a manutenção e a criação de vínculos com as crianças.

O que uma criança precisa para se desenvolver são experiências. Boas experiências.

Toda família tem autonomia para selecionar as atividades que lhes convém para as crianças, pensando na idade, na região e na grana.

Mesmo nas cidades do interior de MS, a internet e os videogames são uma importante parte na vida infantil atual, e as crianças acabam passando menos tempo brincando ao livre.

Mas a rua e a natureza também são essenciais para o estímulo à autonomia e à criatividade, sendo excelente exercício de relação social e união da família, não é?

Além dos destinos turísticos, com morros, rios e cachoeiras, em cidades maiores, como Campo Grande e Dourados, pode ser difícil seguir esse fluxo.

Mas ainda temos a sorte de ter muitas praças, playgrounds e espaços públicos nas cidades sul-mato-grossenses.

Ideal para aproveitar e permanecer numa rodinha de tereré enquanto vê a criançada brincar.

Brincadeiras de antigamente

Já percebemos que os ambientes das cidades sul-mato-grossenses podem ser bons para crianças.

Então, que tal utilizar nossas praças e parques para relembrarmos as “brincadeiras de antigamente”?

Algumas famílias preferem ir a parques e outras, a shoppings, cinemas e assim por diante.

Mas, hoje, sugerimos o pé na terra, o vento na cara e o sol ou a chuva (Clima de Mato Grosso do Sul tem dessas bipolaridades).

Sabendo que tudo o que uma criança precisa para brincar é sua vontade e imaginação…

Incentivar os pequenos a pegarem folhas e flores no chão do parque para fazer uma colagem colorida e a brincadeira ainda continuar em casa também é legal!

No fim, um piquenique porque a fome vai bater!

O importante mesmo é que a criança precisa não ser atrapalhada em seu desenvolvimento e que os nossos espaços urbanos sejam um território apropriado para elas.

Afinal, a experiência de brincar tem de ser levada a sério!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *