Quando começa o horário de verão, MS?

No Brasil, o horário de verão começa à meia-noite do dia 4 de novembro, quando os estados vão adiantar seus relógios em uma hora.

A mudança vai até o dia 16 de fevereiro de 2019, tendo o objetivo de economizar energia elétrica nos horários de pico.

Sempre ligados no meio ambiente e visando a consciência ambiental em nosso Mato Grosso do Sul, vamos falar sobre os benefícios do horário de verão para o País.

Benefícios do horário de verão

Estabelecido quando os dias começam a ficar gradativamente maiores dos que as noites, o horário de verão é uma oportunidade para minimizar a sobrecarga de consumo durante alguns picos diários.

Com o sol nascendo mais cedo e pondo-se mais tarde (solstícios de verão), o horário de verão serve justamente para aproveitarmos a duração da luminosidade natural extra, para que as lâmpadas permaneçam desligadas por mais tempo, economizando energia.

Além dos truques naturais para driblar o calor dessa época, durante o horário de verão, aproveitar a luz natural faz com que as lâmpadas de casas, indústrias, locais comerciais, ruas e espaços públicos sejam ligadas mais tarde, quando o pico de consumo já diminuiu.

Assim, evita-se uma sobrecarga do sistema de distribuição de energia.

No fim da tarde é quando ocorrem as horas de maior consumo de energia de um dia, pois é o momento que as pessoas chegam em casa, ligam a tv e o chuveiro, por exemplo, aumentando a demanda de energia.

Ao aumentar a duração do dia em uma hora, setores comerciais também acabam sendo privilegiados.

Pois as pessoas ficam mais tempos nas ruas e o consumo em estabelecimentos comerciais aumenta.

A intensidade comercial acaba ainda gerando mais empregos para atender a demanda.

Picos de trânsito menos concentrados e mais pessoas dispostas a praticar exercícios também são vantagens vindas do incentivo de encontrar a luz do sol depois do trabalho.

É um dos horários mais seguros, inclusive, para a absorção da vitamina D no organismo.

Com a certeza de retornar para casa em um horário em que ainda há iluminação natural, é possível deixar o carro em casa e utilizar meios de transporte alternativos, tornando-se um bom momento para adotar a bike.

Cada um desses benefícios afetam a cidade toda e contribuem também com uma menor agressão ao meio ambiente.

Críticas ao horário de verão

Mesmo com tantas vantagens, nem todo mundo gosta da mudança de horário, né??

Críticos ao horário de verão dizem que a alteração das horas provoca problemas no relógio biológico, principalmente de pessoas mais velhas e de crianças, o que causa prejuízo à saúde.

Sintomas como perturbações no sono, no humor e no apetite são percebidos quando o dia se inicia mais cedo.

Existem muitos benefícios do horário de verão para o país, principalmente na economia, mas é bom ficar de olho em alguns dos aparelhos que mais consomem energia e poupar sempre que possível.

Para trabalhadores agrícolas, as reclamações são maiores, pois o horário de verão impede o início dos trabalhos agrícolas mais cedo pela manhã, quando o sol é muito mais fraco

Como consequência, o trabalho é efetuado no momento mais quente do dia e se prolonga até o pôr do sol.

Quando o horário de verão foi inventado?

O horário de verão vem sendo adotado por vários países do mundo.

Criado pelo político e cientista norte-americano Benjamim Franklin, no ano de 1784, o horário de verão foi adotado no início do século 20, durante a I Guerra Mundial, pela Alemanha.

O país alemão queria economizar os gastos com carvão mineral em razão dos tempos difíceis do combate e dos gastos militares.

Com o tempo, outros países também foram adotando a mudança anual do horário.

No Brasil, ele foi primeiramente utilizado no início da década de 1930, por Getúlio Vargas que enfrentava uma crise econômica mundial.

A partir de 1967, o horário foi deixado de lado e só foi retomado na década de 1980, por problemas de produção de energia nas hidrelétricas.

Mas, nessa época, o horário variava de duração e data todos os anos.

Sua regulamentação padronizada ocorreu somente em 2008, durante o Governo Lula, e é utilizada até hoje.

Mesmo que o avanço da hora permita a prática de diversões durante mais tempo ao anoitecer ao ar livre, por outro lado, causa uma menor frequência às diversões que ocorrem em recintos fechados.

Para nós, chegar em casa e ainda ver o sol se pôr é um grande incentivo para fazer um treino ao ar livre, passear com a família ou com os pets.

E você, é contrário ou a favor da mudança de horário nessa época??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *