Um dos prédios mais importantes da história de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, a Estação Rodoviária Heitor Eduardo Laburu, hoje é apenas a Antiga Rodoviária.

O imóvel, que abriga o Centro Comercial Condomínio Terminal do Oeste,foi inaugurado oficialmente em 16 de outubro de 1976, localizado no quadrilátero das ruas: Dom Aquino, Barão do Rio Branco, Vasconcelos Fernandes e Joaquim Nabuco, no bairro Amambaí.

Porém, suas atividades foram iniciadas como ponto de transbordo três anos antes, com plataformas urbanas e interurbanas.

Foto: Internet/

O edifício da Antiga Rodoviária

O prédio da Antiga Rodoviária de Campo Grande tinha uma arquitetura moderna e impulsionou a sociedade campo-grandense na sua inauguração, com 235 salas comerciais e duas salas de cinema (Cine Center e Cine Plaza), que a tornaram ponto de encontro da Capital, na época.

Sem a informação precisa de quantas pessoas passaram pela rodoviária desde a inauguração das plataformas, um levantamento interno revelou que, no período de 1994 a 2008, mais de 11,5 milhões de passageiros utilizaram o serviço de transporte.

Um dos mais procurados espaços comerciais, por suas diversas opções de lojas, diariamente, cerca de 500 ônibus passavam pela rodoviária, com fluxo intenso de pessoas, em torno de duas mil.

Com o tempo e o desenvolvimento da cidade, a edificação não atendia mais à demanda local, estava difícil sobreviver.

Na década de 1990 veio a promessa de uma nova rodoviária para Campo Grande.

A rodoviária que seria entregue em 1994, num prédio localizado na avenida Ernesto Geisel, no bairro Cabreúva, não saiu do papel.

Passaram-se 20 anos sem que nada fosse feito e a ideia de utilização do local mudou-se para o Centro de Belas Artes, que também não deslanchou e hoje é um monumento à incapacidade dos nossos gestores.

Nisso, mesmo depois de desativado como rodoviária, o prédio do Centro Comercial Condomínio Terminal do Oeste continuou funcionando como um centro de compras, ponto de apresentações culturais esporádicas e opção de lanches para os boêmios, sendo ainda um dos lugares que mais marcaram Campo Grande.


Chegou a nova rodoviária de Campo Grande

Desde então, a nova rodoviária de Campo Grande ainda demorou a se estabelecer.

Em 2010, quando Centro Comercial Condomínio Terminal do Oeste deixou de funcionar como a estação rodoviária de Campo Grande, é que foi inaugurado o Terminal Rodoviário Senador Antônio Mendes Canale, que ocupou o posto de nova rodoviária de Campo Grande.

Foto: Internet

Localizada na avenida Gury Marques, a nova rodoviária de Campo Grande tem 25 plataformas de embarque e desembarque, em que 20 companhias de ônibus atuam com rotas por todo Brasil.

A sua estrutura destaca-se por seguir princípios sustentáveis desde o momento de sua construção, ao preservar a natureza da área.

Além disso, o local prioriza luz e ventilação naturais, assim como reaproveita a água da chuva.

É uma construção moderna que conta com mais de 40 guichês de atendimento das principais viações do país e onde estão instaladas 16 salas comerciais e, ainda, uma área exclusiva para encaminhamento de mercadorias e embarque de viagens urbanas.

Ainda há planos relacionados ao antigo terminal rodoviário, visando a transformação de toda a região, que se encontra com aspecto de abandono.


Que a gente ainda possa assistir ao desenvolvimento desse prédio algum dia, para que ele continue na lista de sugestões de lugares para ir em Campo Grande, não só como lembrança do passado, mas como sinal de progresso e prosperidade.

| Acontecia, Mato Grosso do Sul

Nome:
Email:
Site:
Escreva seu comentário: