Categorias
Oriente-se

Projeto de lei quer banir os canudos de plástico em MS

O uso dos famosos canudos de plásticos está se tornando uma questão mundial. Utilizado e logo depois descartado, o canudo de plástico traz consequências ambientais significativas.

Produzido com polipropileno e o poliestireno, materiais que não são biodegradáveis, o canudo pode demorar centenas de anos para se decompor na natureza, é capaz de se desintegrar em pedaços menores e até ser comido por animais.

Proposta coloca MS em evidência no turismo ecológico

Visando diminuir o uso de plástico em Mato Grosso do Sul, um projeto de lei foi apresentado nesta quinta-feira em sessão na Assembleia.

O projeto, do deputado estadual Pedro Kemp (PT), proíbe o fornecimento do artefato em restaurantes, bares, hotéis, padarias, conveniências, clubes, salões de dança e estabelecimentos que realizam eventos musicais no Estado – não abrangendo a fabricação e a distribuição de canudos para o comércio varejista ou atacadista.

É bom lembrar que a gente não vai ficar sem o canudinho.

Segundo o projeto, os estabelecimentos terão de pensar em alternativas, podendo usar canudos de papel biodegradável, material comestível ou reutilizável. As penalidades previstas para quem não cumprir a norma incluem multas que vão de R$ 5.266 a R$ 10.532.

Em vários outros estados brasileiros também tramitam projetos que proíbem o fornecimento de canudos de plástico no comércio.

Como um estado que visa, cada vez mais, a ascensão turística, pensar no cuidado na preservação de Mato Grosso do Sul é promover a vivência e o conhecimento da natureza e a proteção das nossas áreas.

Sabendo que muitos animais morrem ao se enroscarem ou ingerirem plásticos e que milhões de toneladas de plásticos chegam aos mares anualmente, estamos na torcida para que o projeto avance!

Gostou? Compartilhe =)

Uma resposta em “Projeto de lei quer banir os canudos de plástico em MS”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *