Categorias
Mato Grosso do Sul

Campo Grande e o climão de todos os dias

Você olha pro céu e ele está limpo, mas sai de casa e o vento está gelado.
Depois de encarar o amanhecer congelante, entra no carro ou no ônibus e sente o calor.

Sabe esse tempo que está fazendo por esses dias em Campo Grande?

O clima de Campo Grande num dia normal não é para iniciantes.

À primeira vista pode parecer sempre quente, mas vem frio, sol, calor, vontade de se refrescar numa cachoeira e aquecer o estômago com um sobá

Tudo ao mesmo tempo!

 

Pois é, Campo Grande pode surpreender.

Você olha pro céu de Campo Grande e ele está limpo, mas sai de casa e o vento está gelado.

Depois de encarar o amanhecer congelante, entra no carro ou no ônibus e sente o calor.

 

 

Se sair de bike, tem que proteger o rosto para não cortar toda a pele.

Até a hora do almoço, já quis trocar três vezes de roupa, e à noite, vai para o banho sofrendo, pois frio chegou novamente.

 

Enfim, assistimos diariamente as temperaturas aumentarem e caírem rapidamente por todo Mato Grosso do Sul durante o inverno, que, a cada ano, traz condições bem atípicas, não é mesmo?

 

A secura e o calor do início do inverno de Campo Grande

 

A média de temperatura anual em Mato Grosso do Sul normalmente vai de 23°C a 26°C, com exceção do extremo sul do estado, considerada a região mais fria do Centro-Oeste brasileiro.

 

No inverno de Campo Grande, geralmente um período seco, é possível nos depararmos com temperaturas abaixo de 10°C.

 

 

Porém, o início da estação em Campo Grande não foi assim.

O tempo quente de julho de 2018 foi bem anormal, e as temperaturas subiram por conta de um bloqueio atmosférico, em que a água do Oceano Pacífico apresentou-se mais fria que o normal na costa do Peru.

 

Esse fato provocou um desequilíbrio na circulação dos ventos sobre a América do Sul, impedindo a propagação do ar polar no Brasil e desregulando tudo, principalmente as temperaturas máximas.

 

Pois, em razão desse bloqueio, as ondas de frio não puderam ser tão amplas.

 

Assim, frio e chuva chegaram no mês de agosto, quando ocorreu a quebra desse bloqueio e as frentes frias puderam passar.

 

Agosto mais frio dos últimos anos em Campo Grande

 

Com agosto, veio a maior frequência de passagem do ar polar e chegaram as temperaturas baixas pela região sul-mato-grossense, instalando-se a cara do inverno.

 

Os primeiros quinze dias de agosto de 2018 foram mais úmidos ao compará-los ao ano passado, mantendo as temperaturas amenas.

 

O frio de agosto não é incomum, mas as temperaturas baixas de 2018 estão de parabéns, registrando até 7 ºC, em Campo Grande, e geadas nos municípios de no interior de Mato Grosso do Sul.

 

Assim, o mês de agosto de 2018 tornou-se o mais frio desde 2013, que registrou temperaturas de -2,5 ºC, com sensação térmica de -5 ºC.

 

Nesses últimos dias do mês, o sol reinou.

 

Para quem gosta de frio, os meses de inverno são ótimos para visitar MS, por ser um período mais seco.

 

A Serra da Bodoquena destaca-se como opção mais popular, com temperaturas que variam entre 15 ºC e 20 ºC, baixando para 5 ºC durante o inverno.

 

Mas se você quer se aventurar pela natureza de MS durante o frio, está permitido, afinal tomar banho gelado faz bem!

 

A partir de setembro, o calor volta a Mato Grosso do Sul e não vamos mais ficar no tira e põe de casaco nem debaixo do sol, morrendo de frio.

 

É! Tem dias que a temperatura não se decide.


APOIE AQUELE MATO

Se quiser continuar acompanhando nosso conteúdo e nos ver florescer, colabore com o nosso trabalho PicPay ou pelo Apoia-se.

Os recursos são usados para a manutenção do blog e para manter o acesso gratuito a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *