Skip to content

Como fazer adubo com erva de tereré

Tem Mateiro se perguntando como fazer adubo orgânico aí?

À primeira vista pode não parecer, mas quando se coloca a mão na massa vem a dúvida de como fazer adubo.

Pois nem sempre é só misturar tudo.

Porém, hoje trazemos uma sugestão para fazer adubo caseiro, com um material bem conhecido nosso, a erva de tereré.

Mas, desde já adiantamos, pra fazer adubo com tereré não é apenas colocar a erva e pronto.

É preciso um pouco de cuidado.

Saiba agora como fazer adubo com a erva-mate.

Benefícios do tereré inclui ser fertilizante

Fazer adubo está entre os benefícios do tereré.

Mas, desta vez, para as plantinhas.

Pois a erva-mate é um excelente fertilizante para todo o jardim.

Primeiramente, antes de pensar em como fazer adubo com erva, é importante dizer que não é bom dispensar aleatoriamente a erva lavada nas terras, arbustos e pés das árvores.

Assim como o pó de café, a erva de tereré atua como um potente conservante do solo.

Porém, por isso mesmo é que se deve ter cuidado na hora de usá-la como adubo, tendo em vista que é comum que cresçam mofos sobre sua superfície.

Portanto, acaba sendo prejudicial para as plantas.

Mas, calma, a compostagem da erva de tereré costuma ser bem fácil e rápida, até se estiver frio.

Você vai ter que preparar um vaso, com pedrinhas no fundo e uma manta, que vai ajudar na drenagem do excesso do líquido.

A partir daí, vá juntando a erva que você usa cada dia e acrescentando um pouquinho de terra de jardim a cada vez.

Não se esqueça de misturar tudo até que o adubo fique escuro e com cheiro de terra.

Por fim, aí é só usar.

Pronto pra adicionar esse ingrediente na sua hortinha?!

Conta aqui pra gente se já testou!

A gente se vê nas trilhas.

Tchauu!


APOIE AQUELE MATO

Se quiser continuar acompanhando nosso conteúdo e nos ver florescer, colabore com o nosso trabalho PicPay ou pelo Apoia-se.

Os recursos são usados para a manutenção do blog e para manter o acesso gratuito a todos.

Aquele Mato

Somos a Lua e o Diogo. Dois sul-mato-grossenses que criaram este espaço pra falar do nosso amor pelo Estado e mergulhar na nossa cultura. Queríamos um lugar não só para os amantes da natureza e das nossas belezas, mas também para quem se interessa pela história e quer ler, pensar e trocar experiências vividas por aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

*

Gente boa é a capivara A terra do ET BILU O Baratão de Corumbá Peixes do Pantanal Urutau – Mãe-da-lua