Categorias
Mato Grosso do Sul

Estrada Parque de Piraputanga

Conheça um pouco mais a Estrada Parque de Piraputanga e sua importância na região de Aquidauana, em Mato Grosso do Sul.

Todo Mateiro da região já ficou com vontade de conhecer ou ouviu falar de Piraputanga, né?

Em primeiro lugar, Piraputanga é um distrito do município de Aquidauana, em Mato Grosso do Sul.

E, mesmo sendo apenas um distrito, não é qualquer lugar.

Pois ali a gente encontra atrativos naturais, com uma beleza única.

Por isso, conforme Decreto Estadual nº 9.937, em 05 de junho de 2000 foi criada a Área de Proteção Ambiental (APA) Estrada Parque de Piraputanga.

E é dela que vamos falar!

Atrativos da Estrada Parque

Pra começar, a Estrada Parque de Piraputanga compreende um trecho de 42,5 quilômetros contínuos de estrada.

Dessa forma, ela passa pelos distritos de Palmeiras (Dois Irmãos do Buriti), Piraputanga e Camisão (Aquidauana).

Acima de tudo, em toda a Estrada tem muitos atrativos naturais. 

Tais como as cachoeiras do Rio Aquidauana e alguns afluentes, balneários, pesqueiros, por exemplo.

Inclusive, os córregos Morcego, Paxixi, das Antas, Piraputanga, Benfica, Ribeirão Vermelho, Laranja e o Rego são afluentes da bacia do Rio Aquidauana na margem direita ao longo da Estrada Parque de Piraputanga.

Da mesma maneira, a área constitui-se de vegetação típica do Cerrado e predomínio de serras.

Ou seja, é habitat de inúmeras espécies de animais.

Nesse sentido, a criação da Estrada Parque de Piraputanga visa a proteger todo esse conjunto natural, ecológico e histórico da região.

Além de estimular a recuperação da bacia hidrográfica do Rio Aquidauana e das formações da Serra de Maracaju.

Sendo assim, ela é um caminho importante para a conservação da região.

Pois seu objetivo é garantir o uso sustentável dos recursos naturais e qualidade de vida para as comunidades locais.

Estrada Parque de Piraputanga – área para atividades na natureza

A Estrada Parque de Piraputanga é uma área favorável para atividades como passeio de bicicleta, observação de pássaros e trekking.

Por isso, o local precisava de novas vias de acesso. 

Assim, em maio de 2021, a Estrada Ecológica teve o último trecho pavimentado.

Então, a antiga e estreita pista de terra entre morros agora é uma estrada larga que proporciona acesso fácil e seguro. 

Além disso, existe um projeto para a construção de um museu a céu aberto no local onde foram encontrados fragmentos pré-indígenas.

A pouco mais de 90 quilômetros de Campo Grande, nós percorremos o trajeto até o o Morro do Paxixi.

Inclusive, contamos nossa aventura aqui.

Mas, principalmente, filmamos o caminho e só de lembrar já dá saudades.

Dá o play para viajar com a gente!

Como você pode ver, estivemos lá antes da nova estrada.

Mas se você já passou por lá depois dessa transformação, conta pra gente nos comentários o que achou!

A gente se vê nas trilhas.

Tchaau!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *