Skip to content

Todo Mateiro da região já ficou com vontade de conhecer ou ouviu falar de Piraputanga, né?

Em primeiro lugar, Piraputanga é um distrito do município de Aquidauana, em Mato Grosso do Sul.

E, mesmo sendo apenas um distrito, não é qualquer lugar.

Pois ali a gente encontra atrativos naturais, com uma beleza única.

Por isso, conforme Decreto Estadual nº 9.937, em 05 de junho de 2000 foi criada a Área de Proteção Ambiental (APA) Estrada Parque de Piraputanga.

E é dela que vamos falar!

Atrativos da Estrada Parque

Pra começar, a Estrada Parque de Piraputanga compreende um trecho de 42,5 quilômetros contínuos de estrada.

Dessa forma, ela passa pelos distritos de Palmeiras (Dois Irmãos do Buriti), Piraputanga e Camisão (Aquidauana).

Acima de tudo, em toda a Estrada tem muitos atrativos naturais. 

Tais como as cachoeiras do Rio Aquidauana e alguns afluentes, balneários, pesqueiros, por exemplo.

Inclusive, os córregos Morcego, Paxixi, das Antas, Piraputanga, Benfica, Ribeirão Vermelho, Laranja e o Rego são afluentes da bacia do Rio Aquidauana na margem direita ao longo da Estrada Parque de Piraputanga.

Da mesma maneira, a área constitui-se de vegetação típica do Cerrado e predomínio de serras.

Ou seja, é habitat de inúmeras espécies de animais.

Nesse sentido, a criação da Estrada Parque de Piraputanga visa a proteger todo esse conjunto natural, ecológico e histórico da região.

Além de estimular a recuperação da bacia hidrográfica do Rio Aquidauana e das formações da Serra de Maracaju.

Sendo assim, ela é um caminho importante para a conservação da região.

Pois seu objetivo é garantir o uso sustentável dos recursos naturais e qualidade de vida para as comunidades locais.

Estrada Parque de Piraputanga – área para atividades na natureza

A Estrada Parque de Piraputanga é uma área favorável para atividades como passeio de bicicleta, observação de pássaros e trekking.

Por isso, o local precisava de novas vias de acesso. 

Assim, em maio de 2021, a Estrada Ecológica teve o último trecho pavimentado.

Então, a antiga e estreita pista de terra entre morros agora é uma estrada larga que proporciona acesso fácil e seguro. 

Além disso, existe um projeto para a construção de um museu a céu aberto no local onde foram encontrados fragmentos pré-indígenas.

A pouco mais de 90 quilômetros de Campo Grande, nós percorremos o trajeto até o o Morro do Paxixi.

Inclusive, contamos nossa aventura aqui.

Mas, principalmente, filmamos o caminho e só de lembrar já dá saudades.

Dá o play para viajar com a gente!

Como você pode ver, estivemos lá antes da nova estrada.

Mas se você já passou por lá depois dessa transformação, conta pra gente nos comentários o que achou!

A gente se vê nas trilhas.

Tchaau!

Aquele Mato

Somos a Lua e o Diogo. Dois sul-mato-grossenses que criaram este espaço pra falar do nosso amor pelo Estado e mergulhar na nossa cultura. Queríamos um lugar não só para os amantes da natureza e das nossas belezas, mas também para quem se interessa pela história e quer ler, pensar e trocar experiências vividas por aqui.

Artigos relacionados

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

*

Estrada Parque de Piraputanga

Todo Mateiro da região já ficou com vontade de conhecer ou ouviu falar de Piraputanga, né?

Em primeiro lugar, Piraputanga é um distrito do município de Aquidauana, em Mato Grosso do Sul.

E, mesmo sendo apenas um distrito, não é qualquer lugar.

Pois ali a gente encontra atrativos naturais, com uma beleza única.

Por isso, conforme Decreto Estadual nº 9.937, em 05 de junho de 2000 foi criada a Área de Proteção Ambiental (APA) Estrada Parque de Piraputanga.

E é dela que vamos falar!

Atrativos da Estrada Parque

Pra começar, a Estrada Parque de Piraputanga compreende um trecho de 42,5 quilômetros contínuos de estrada.

Dessa forma, ela passa pelos distritos de Palmeiras (Dois Irmãos do Buriti), Piraputanga e Camisão (Aquidauana).

Acima de tudo, em toda a Estrada tem muitos atrativos naturais. 

Tais como as cachoeiras do Rio Aquidauana e alguns afluentes, balneários, pesqueiros, por exemplo.

Inclusive, os córregos Morcego, Paxixi, das Antas, Piraputanga, Benfica, Ribeirão Vermelho, Laranja e o Rego são afluentes da bacia do Rio Aquidauana na margem direita ao longo da Estrada Parque de Piraputanga.

Da mesma maneira, a área constitui-se de vegetação típica do Cerrado e predomínio de serras.

Ou seja, é habitat de inúmeras espécies de animais.

Nesse sentido, a criação da Estrada Parque de Piraputanga visa a proteger todo esse conjunto natural, ecológico e histórico da região.

Além de estimular a recuperação da bacia hidrográfica do Rio Aquidauana e das formações da Serra de Maracaju.

Sendo assim, ela é um caminho importante para a conservação da região.

Pois seu objetivo é garantir o uso sustentável dos recursos naturais e qualidade de vida para as comunidades locais.

Estrada Parque de Piraputanga – área para atividades na natureza

A Estrada Parque de Piraputanga é uma área favorável para atividades como passeio de bicicleta, observação de pássaros e trekking.

Por isso, o local precisava de novas vias de acesso. 

Assim, em maio de 2021, a Estrada Ecológica teve o último trecho pavimentado.

Então, a antiga e estreita pista de terra entre morros agora é uma estrada larga que proporciona acesso fácil e seguro. 

Além disso, existe um projeto para a construção de um museu a céu aberto no local onde foram encontrados fragmentos pré-indígenas.

A pouco mais de 90 quilômetros de Campo Grande, nós percorremos o trajeto até o o Morro do Paxixi.

Inclusive, contamos nossa aventura aqui.

Mas, principalmente, filmamos o caminho e só de lembrar já dá saudades.

Dá o play para viajar com a gente!

Como você pode ver, estivemos lá antes da nova estrada.

Mas se você já passou por lá depois dessa transformação, conta pra gente nos comentários o que achou!

A gente se vê nas trilhas.

Tchaau!

Aquele Mato

Somos a Lua e o Diogo. Dois sul-mato-grossenses que criaram este espaço pra falar do nosso amor pelo Estado e mergulhar na nossa cultura. Queríamos um lugar não só para os amantes da natureza e das nossas belezas, mas também para quem se interessa pela história e quer ler, pensar e trocar experiências vividas por aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

*

Artigos relacionados

ARTE DE INDÍGENAS DE MS EXPRESSÕES DO PANTANAL Curiosidades sobre o Pantanal Músicas de MS que não podem faltar no karaokê A maior dolina da América do Sul