Skip to content

Quais filmes foram gravados em Mato Grosso do Sul?

Já parou pra pensar quais filmes foram gravados em Mato Grosso do Sul, Mateiro?

Pois é, as cidades sul-mato-grossenses já foram escolhidas algumas vezes para ambientar as histórias de filmes e novelas.

Por isso, fizemos uma lista com produções nacionais que escolheram as ruas e belezas naturais de Mato Grosso do Sul como locação!

atores do filme "Em Nome da Lei"

“Em Nome da Lei”

Pra começar a falar dos filmes gravados em Mato Grosso do Sul, temos “Em Nome da Lei”.

Esta é uma obra com muita ação e cenários conhecidos dos moradores de Dourados.

Assim, esse longa-metragem é inspirado na história do juiz federal Odilon de Oliveira, conhecido pelo trabalho contra o tráfico de drogas na fronteira.

Logo, a produção lançada em 21 de abril de 2016 ocorre em pontos e locais característicos da cidade sul-mato-grossense.

Além disso, ela conta com nomes como Mateus Solano, Chico Diaz e Paolla Oliveira.

cena do filme "Não Devore Meu Coração"

“Não Devore Meu Coração”

O longa-metragem “Não Devore Meu Coração” foi gravado na interiorana Bela Vista, fronteira do Brasil com o Paraguai, local em que se vê a rivalidade existente entre os dois países.

Dessa forma, a história do filme é baseada em contos do autor Joca Reiners Terron, que viveu parte da sua infância em Bela Vista.

Assim, ele viu de perto a inimizade fronteiriça que vem desde a época da Guerra do Paraguai (1864-1870).

O elenco do filme conta com Cauã Reymond, que faz um homem que pertence a uma perigosa gangue de motociclistas da região.

Além disso, o cantor Ney Matogrosso, que nasceu em Bela Vista, faz uma participação como um capanga de um fazendeiro.

Tão importante quanto, a decisão que dá à fábula um toque de realidade é o fato de que pessoas de Mato Grosso do Sul que não eram atores profissionais participam da obra.

Ney Matogrosso, no filme "Olho Nu"

“Olho Nu”

Com certeza, a vida de Ney Matogrosso dá um filme!

Inclusive, o filme “Olhu Nu” (2014), do diretor Joel Pizzini, é sobre isso!

Assim, ele reúne shows, videoclipes, entrevistas, aparições em programas de televisão e até gravações caseiras, para apresentar a vida de Ney Matogrosso.

Dessa forma, esse material percorre desde a sua infância até despontar no meio artístico.

Ainda passa pela fase do grupo Secos & Molhados até alcançar o sucesso em carreira solo.

Enfim, a história do sul-mato-grossense começa com cenas filmadas em Bela Vista, sua cidade natal.

cena do filme "Cabeça a Prêmio"

“Cabeça a Prêmio”

A trama do filme “Cabeça a Prêmio” gira em torno de dois prósperos irmãos.

Assim, os dois pecuaristas do centro-oeste brasileiro controlam uma pequena rede de negócios ilícitos.

Dessa maneira, a história se passa na paisagem da fronteira entre Brasil, Paraguai e Bolívia, local onde mora a família da história.

Inclusive, o longa-metragem é a estreia de Marco Ricca como diretor.

As filmagens duraram sete semanas e ocorreram em Bonito, Corumbá, Campo Grande, Sidrolândia, Paulínia (SP) e Bolívia.

Além disso, o drama ganhou os prêmios de melhor atriz (Alice Braga), ator coadjuvante (Otávio Muller) e atriz coadjuvante (Via Negromonte), no Festival do Rio.

cena do filme "Terra Vermelha"

“Terra Vermelha”

Em “Terra Vermelha”, os olhos se voltam ao povo indígena brasileiro.

Sendo mais precisamente para a tribo Guarani-Kaiowá, que vive em Mato Grosso do Sul.

Inclusiva, os protagonistas desta história são de lá.

Assim, a produção é de 2008 e conta a história sobre a onda de suicídios entre os guarani-kaiowás, que é muito maior que a média brasileira.

A vida dos índios, muitas vezes sem comida, sem trabalho e com muitos conflitos por terra são temas abordados pelo filme.

Dessa maneira, a obra busca derrubar visões preconceituosas e assume uma posição de defesa dos povos indígenas, que se encontram à margem da sociedade.

Logo, esta é uma produção que vale a pena ver, hein?!

“Os Matadores”

“Os Matadores” é um filme lançado em 1997 e traz a história de traição e lealdade entre pistoleiros de aluguel, em Bela Vista, na fronteira do Brasil com o Paraguai.

Conforme o diretor Beto Brant, a história policial é “contada de uma maneira que eu considero estimulante para o espectador, obrigando-o a montar o quebra-cabeça da narrativa”.

Assim, os matadores do título são Murilo Benício, Wolney de Assis e Chico Díaz.

Além deles, o elenco conta com Adriano Stuart, Maria Padilha, Adriano Stuart, Stênio Garcia e Celso Frateschi.

Não são só filmes gravados em Mato Grosso Sul

Além dos filmes gravados em Mato Grosso do Sul, nossas belezas naturais fazem parte do cenário das novelas brasileiras.

Tal como em “A Vida da Gente”.

Nesse caso, entre as cenas gravadas, tem uma na cidade de Jardim.

Dessa forma, a Lagoa Misteriosa e o rio da Prata são protagonistas.

Assim como a novela “Alma Gêmea” tem seus capítulos iniciais gravados por aqui.

Como resultado, cenas no rio Sucuri, na Gruta do Lago Azul, no rio do Prata e no Aquário Natural completam a parte da natureza mostrada no início da produção.

Em suas primeiras cenas, “América” ocorre em Corumbá, em Mato Grosso do Sul e utiliza o Pantanal como pano de fundo para a história da infância dos protagonistas.

Inclusive, claro, a novela “Pantanal” não pode ficar de fora.

Isso porque ela é até hoje considerada uma das maiores telenovelas de todos os tempos.

Assim, ela teve suas principais cenas gravas às margens do rio Negro, na Fazenda Rio Negro, em Aquidauana.

Por fim, em 2022 tem uma nova versão desta obra!

Ainda bem que histórias cenários lindos e paradisíacos não nos faltam!

Pra finalizar, não esqueça de comentar sobre os filmes gravados em Mato Grosso do Sul e se vai acompanhar a novela Pantanal!

A gente se vê nas trihas!

Tchauu!

Aquele Mato

Somos a Lua e o Diogo. Dois sul-mato-grossenses que criaram este espaço pra falar do nosso amor pelo Estado e mergulhar na nossa cultura. Queríamos um lugar não só para os amantes da natureza e das nossas belezas, mas também para quem se interessa pela história e quer ler, pensar e trocar experiências vividas por aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

*

Gente boa é a capivara A terra do ET BILU O Baratão de Corumbá Peixes do Pantanal Urutau – Mãe-da-lua