Skip to content
1

O que levar pra comer na trilha?

Você também é um Mateiro que fica meio perdido na hora de separar o que levar pra comer na trilha ou acampamento?

Pois saiba que você não está sozinho.

Às vezes a gente também se esquece de como é importante pensar com carinho no que vai comer na caminhada.

Assim, claro, é preciso considerar o percurso e o tempo que vai levar para fazer a trilha ou os dias que você vai ficar acampando, se for o caso.

Por isso, convidamos a nutricionista Luane Amaral para ajudar a gente a montar um lanchinho gostoso e nutritivo para sua trilha!

Bora?!

Melhores alimentos para levar na trilha

Para começar, ao pensar no que levar pra comer na trilha é bom adicionar os alimentos que já fazem parte da sua rotina.

Afinal, ninguém quer um problema de intestino no meio do mato, né?!

Além disso, já é comum consumir comidas prontas, em paradas de estrada, lanchonetes, lugares turísticos etc.

Então, melhor que na sua mochila tenha alimentos que seu corpo esteja acostumado.

Mas, obviamente, nada muito pesado.

Nesse sentido, não há diferença no que levar para comer na trilha curta ou longa, mas, sim, na quantidade.

Na prática, não precisa levar muita comida para trilhas curtas, que levam apenas um dia. O famoso bate-volta.

Dessa maneira, a profissional avisa que, para a realizar as trilhas, é necessário organizar as refeições previamente.

Ou seja, pensando em quais refeições vão acontecer no percurso, seja ele curto ou longo.

Café da manhã, almoço e jantar no mato

Pra começar, o café da manhã.

Antes de mais nada, a sugestão de Luane é a ingestão de alimentos energéticos, proteicos, ricos em minerais, vitaminas e líquidos.

Por exemplo, você pode escolher tomar um copo de café com leite desnatado, iogurte, bebida láctea, pão com geleia, fruta ou suco de fruta.

Porém, se a trilha começar logo após a refeição, cuide para que ela seja de intensidade progressiva.

Assim, o exercício não vai interferir na sua digestão nem provocar mal-estar.

Ao longo do caminho, a indicação é que você faça pequenos lanches a cada 3 horas ou quando sentir a necessidade.

Nesse momento, os alimentos mais indicados devem ser ricos em carboidratos de média a rápida absorção e em potássio.

Tais como frutas (bananas, tangerina, maçã, uva), pão com mel ou geleia, biscoitos, frutas secas, sucos etc.

Finalmente, para almoço e jantar, sempre que não for possível o uso da cozinha ou mesmo a aquisição de alimentos para elaboração, a recomendação da profissional é levar sanduíches.

Afinal, um pão com seu recheio preferido sempre vai bem.

Dessa maneira, você pode preparar seu sanduba com pão integral, queijo, ricota, patê de atum/frango, hambúrguer, filé de frango ou bovino, cenoura, alface, milho etc.

Do mesmo modo, você pode ainda levar legumes cozidos, como batata-doce, chuchu, abobrinha, cenoura, entre outros para acompanhar.

Porém, é importante lembrar de não colocar ingredientes ou alimentos que pereçam facilmente, como maionese.

Lembre-se: para garantir a disposição, evite alimentos gordurosos e frituras, que são de difícil digestão.

O que levar para cozinhar?

Se você tiver espaço e local, que tal separar o que levar para cozinhar no acampamento?

Além do clássico macarrão, a lista com

o que levar para comer em acampamento

s e trilhas pode ser muito mais gostosa.

Isso porque o almoço e o jantar podem ser feijão cozido em caixinha, purê de batata desidratado, farofa pronta, temperos desidratados, legumes e tomate.

Lembrando que, para vegetarianos e veganos, a proteína de soja substitui a carne em molhos para o macarrão, por exemplo.

Além de ter opções como cogumelos ou discos de hambúrguer feitos à base de grãos, como lentilha, ervilha e grão de bico.

Uma possibilidade de almoço bem gostoso seria um wrap de shiitake.

Agora, definitivamente, depois da trilha é necessário descanso.

Mas também lembrar de alimentar seu corpo.

Então, atenção ao consumo adequado de água e alimentos ricos em carboidratos e proteínas, para auxiliar na reconstrução muscular e na reposição de glicogênio (reserva de carboidratos).

Assim, fique à vontade para comer arroz, aveia, batata, feijão, frutas, produtos lácteos e carnes.

Beba água

Beba água, muuuuita água.

A gente falou de muita comidinha gostosa.

Mas é sempre bom lembrar que a ingestão de bastante água já deve começar antes mesmo de sair para a trilha.

Em relação a isso, a nutricionista recomenda o consumo a cada 20 min e, quando necessário, o consumo de uma bebida esportiva.

Então, tome água antes de sair e já reponha sua garrafa.

Inclusive, não espere sentir sede para se hidratar.

Pois a sede já é um sinal de desidratação.

Além disso, a água pode ser importante para preparar a comida ou até um soro caseiro em caso de emergência, especialmente em problemas intestinais.

Fora a água, aqui somos viciados em café também!

E uma dica é passar água quente na sua garrafinha térmica para que o café permaneça quentinho durante toda sua caminhada.

Vale ressaltar que sugerimos coisas simples e de fácil acesso, mas todas as recomendações podem ser adaptadas.

É importante sempre conversar com um nutricionista para que você tenha um menu que se enquadre no seu perfil.

Além disso, teste suas receitas em casa antes da trilha.

Afinal, é melhor conhecer a preparação dos alimentos e não deixar pra descobrir quando estiver lá em cima do morro.

Planeje-se bem que não tem erro!

Ahhh… e não deixe lixo espalhado em local inadequado.

Pois, por mais que seja um lixo orgânico, o ecossistema pode ser alterado a partir dos resíduos ali depositados.

Para saber o que mais é importante entrar para a sua lista do que levar na trilha, é só vir com a gente aqui!

No mais, prepare a câmera ou celular e partiu trilha!

SERVIÇO

Luane Aparecida do Amaral é nutricionista (UNICENTRO) e licenciada em Biologia (Universidade Cruzeiro do Sul), mestre e doutoranda em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro Oeste – UFMS.
Contato: (67) 9 8140-0705; e-mail: [email protected]

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

*

Inscreva-se

Fique por dentro dessa trilha

Receba nossas atualizações por e-mail.