fbpx

Se tem uma coisa que a gente ama em Campo Grande, e é motivo de orgulho, são as áreas verdes.

E entre as áreas verdes de Campo Grande, como o Parque das Nações Indígenas e o Belmar Fidalgo, uma obra transformou o bairro Cabreúva e se tornou o coração da região: a Orla Morena – ou a praia de Campo Grande.

A chegada da Orla Morena

Antes um espaço abandonado, que dava lugar ao vandalismo e à insegurança, a Orla Morena hoje conserva uma das mais queridas áreas de socialização entre os moradores.

Inaugurada em 23 de dezembro de 2010, pelo então prefeito Nelson Trad Filho, a Orla Morena é um espaço para cultura, lazer e atividades físicas, em Campo Grande.

A Orla Morena divide as pistas da avenida Noroeste, indo da avenida Júlio de Castilhos até a rua Plutão, conservando parte da via férrea da época da fundação de Campo Grande.

Nossa Orla é um Parque Linear, com 2,3 quilômetros, conhecido como a “praia de Campo Grande”.

Esse título é em razão de tudo que a Orla Morena oferece aos moradores, como pista de caminhada, patins e bicicleta, pista de skate e academia a céu aberto.

Comerciantes também aproveitam o movimento para empreender no local, que conta com alguns bares e lanchonetes, além de ter uma Feira Livre todas as quintas-feiras à noite.


Na feira da região da Orla Morena, é possível provar alguns pratos típicos, como o sobá, o espetinho com mandioca e os deliciosos pastéis.

O entretenimento também é um forte chamariz da Orla Morena, pois lá acontecem apresentações culturais, shows e diversos tipos de eventos, abrigando a população de diferentes idades e gostos.

Todos esses atrativos fizeram do local ponto de encontro de pessoas da região e de bairros distantes também.

Pontos de destaque na Orla

Largo dos Esportes – Localizado junto a Escola Estadual Maria Constança de Barros, o Largo dos Esportes foi implantado com desapropriação de duas áreas que originaram o único espaço com possibilidade de abrigar essas atividades.

Largo do Mirante – Principal atrativo da Orla Morena, o Largo do Mirante foi equipado com bancos, pérgolas, relógio de sol analemático e tratamento paisagístico. Conta com o

Largo das Árvores para consolidar o uso atual deste setor, concentrando árvores de grande porte que criam uma confortável área de sombra.

Largo da Feira – Um espaço para diversos usos, com dimensões, pavimentação, paisagismo e o mobiliário urbano necessário a uma ambientação apropriada para a montagem de eventos e da feira livre que já acontece ali tradicionalmente. Ali também foi projetado um pequeno teatro de arena.

Com a intenção de preservar o valor histórico e manter viva a memória cultural da ferrovia, foram mantidos quatro segmentos originais dos trilhos, paralelos à ciclovia e à pista de caminhada, formando o remanso das Estações de Descanso no centro e nas extremidades do parque.

É bom ver as áreas verdes ocupadas. Afinal, a Orla Morena não apenas valorizou o bairro e os imóveis ao redor, mas ainda trouxe um incentivo a uma melhor qualidade de vida.


Nosso lembrete para mantermos o local agradável a todos, você já sabe: recolha o lixo depois de um passeio por lá, né?

Então, compartilhe esse conteúdo e convide os amigos para um téras na Orla!

|

Mato Grosso do Sul

Nome:
Email:
Site:
Escreva seu comentário: