fbpx

Em uma volta pela Afonso Pena, nos deparamos com o desenvolvimento de Campo Grande, mas percebemos também o abandono da praça das Águas, nos altos da avenida, que parece sempre vazia.

A praça das Águas está localizada ao longo da margem esquerda do córrego Prosa, na intersecção das avenidas Afonso Pena com Arquiteto Rubens Gil de Camillo, e das ruas Jeribá e Ceará, em frente ao Shopping Campo Grande.

Praças das Águas em Campo Grande/MS

Criada na época da administração do ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB), ele prometeu, em 2007, construir um auditório e mirante e além de instalar bancos e estandes com temática ambiental.

Em 2018, não vemos nada disso. O local, no entanto, é uma área de proteção e preservação ambiental chamada Parque Ecológico Águas do Prosa.

São 6 ha em frente ao Shopping Campo Grande, nos fundos de três conjuntos de torres de apartamento na Afonso Pena, uma beleza escondida pela urbanização.

Problemas na praça das Águas a deixaram abandonada

O descuido trouxe problemas para a praça das Águas, que no passado vivia pichada e frequentada por usuários de drogas, distanciando-a da promessa de ponto turístico com belezas naturais.


Praças das Águas em Campo Grande/MS

Conforme a placa comemorativa, datada de dezembro de 2012, houve a inauguração de trilhas, pista de caminhada, ciclovias e locais para contemplação da cachoeira.

E nem esses atrativos têm atraído a população.

Outra questão era o acúmulo e a força das águas pluviais, que provocavam enchentes em decorrência de dois córregos existentes na região, o Sóter e o Prosa. Este último, formado por mais três nascentes.

Em 2017, o shopping Campo Grande começou uma obra de barragem, com capacidade para reter mais de 22 milhões de litros de água.

O objetivo era reduzir a vazão do Córrego Prosa e evitar os transbordamentos aos longo das avenidas Ricardo Brandão e Fernando Corrêa da Costa, no período de chuva.

Praças das Águas em Campo Grande/MS

A obra integra o plano diretor de drenagem para controle de enchentes na Bacia do Prosa da Prefeitura de Campo Grande e aumentou em 22% a capacidade de retenção na Bacia do Prosa.

Atualmente, quem anda pela praça das Águas pode contemplar a natureza genuinamente – mesmo sem todas as promessas políticas – e participar de pequenos eventos, como feiras de artistas plásticos e artesanatos, que acontecem por lá sazonalmente.

A praça das Águas está usual e nos resta frequentá-la, preservando-a a fim de termos, cada vez mais, pontos turísticos e riquezas naturais para na nossa Cidade Morena.


Afinal, entre as opções do que fazer em Campo Grande, queremos poder marcar um tereré com os amigos na praça das Águas, né?

|

Oriente-se

Nome:
Email:
Site:
Escreva seu comentário:
M.
Obrigada pelo artigo sobre a Praça das Águas. Não a conhecia por esse nome e essas informações sobre ela.
Pular para a barra de ferramentas Sair