Categorias
Mato Grosso do Sul Oriente-se

Reserva Particular do Patrimônio Natural de MS

Acima de tudo, se você é uma pessoa que se preocupa e deseja contribuir com o nosso planeta, uma RPPN – Reserva Particular do Patrimônio Natural – pode ser uma alternativa para ajudar.

O que é RPPN?

Antes de mais nada, você sabe o que é uma RPPN?

Criada em 1990, RPPN é uma unidade de conservação de responsabilidade de seus proprietários, com objetivo de conservação da biodiversidade local.

Por isso, elas têm grande importância na manutenção de recursos hídricos, no manejo de recursos naturais, em pesquisas científicas, turismo e educação.

Além de diversas outras atividades que visam aumentar nosso patrimônio ambiental.

Uma coisa muito legal é que não existe um tamanho mínimo para uma área ser estabelecida como RPPN.

Inclusive, qualquer pessoa poder requerer o reconhecimento total ou parcial de sua propriedade como RPPN, desde que sejam os legítimos proprietários da área.

Isso mesmo, vale para pessoas físicas, jurídicas, ONGs, entidades civis ou religiosas…

Ou seja, todo mundo pode ter sua RPPN, desde que este assuma o real compromisso com a conservação da natureza.

RPPN – Pesquisa e turismo

Na RPPN só será permitida a visitação com o objetivo de pesquisa científica ou turismo e passeios recreativos e educacionais.

Atualmente, no Brasil, já são mais de 675 reservas particulares, que somam aproximadamente 530 mil hectares de áreas protegidas por RPPNs.

Mato Grosso do Sul foi o primeiro estado a publicar legislação de criação e proteção de reservas privadas no Brasil.

Esse fato somado ao interesse dos proprietários locais voltados para a conservação do meio ambiente em conjunto com instituições não governamentais, tal como a Associação dos Proprietários de Reservas Particulares do Patrimônio Natural do Mato Grosso do SulREPAMS, atribuiu ao estado o título de estar entre os primeiros estados do Brasil em áreas protegidas por este tipo de unidade de conservação.

Veja as RPPNs de Mato Grosso do Sul até agosto de 2019, a última lista atualizada.

Além da conservação da área natural, é importante lembrar que o proprietário da área reconhecida como RPPN desfruta de benefícios, como:

  • Isenção do Imposto Territorial Rural (ITR) referente à área;
  • Possibilidade de explorar e desenvolver atividades de ecoturismo e educação ambiental, desde que previstas no seu plano de manejo;
  • Possibilidade de formalizar parcerias com instituições públicas e privadas na proteção, gestão e manejo da área;
  • Preferência na análise de pedidos de concessão de crédito agrícola, junto às instituições oficiais de crédito.

Assim, com o aumento das reservas privadas, não só fauna e flora estarão mais protegidos.

Pois os benefícios serão sentidos por toda a sociedade, que depende dos serviços ecossistêmicos produzidos pelo nosso bioma.


APOIE AQUELE MATO

Se quiser continuar acompanhando nosso conteúdo e nos ver florescer, colabore com o nosso trabalho PicPay ou pelo Apoia-se.

Os recursos são usados para a manutenção do blog e para manter o acesso gratuito a todos.

Gostou? Compartilhe =)

Uma resposta em “Reserva Particular do Patrimônio Natural de MS”

Apresento todos os sábados das 7,00 às 8,30 pela Vale do Taquari FM em Coxim MS
um programa destinado às noticias referentes ao turismo. O programa denomina-se: TURISMO EM FOCO. Gostaria de receber via email , noticias e informativos para apresentar no programa. Antecipadamente, agradeço.

Deixe uma resposta