Categorias
Mato Grosso do Sul

Turismo na pandemia, onde ir

Com certeza, o processo de retomada de viagens está amparado em novos conceitos e formas de fazer e organizar o turismo no pandemia.

Quando o assunto é turismo na pandemia, o Mateiro vacinado chega treme de vontade de voltar a viajar, né?!

Certamente, o baque na indústria turística foi gigantesco em razão da Covid-19 e muitas mudanças precisam ser feitas.

A princípio, essas mudanças são na infraestrutura dos lugares. 

Mas também são na maneira de viajarmos.

Então, “onde ir” é mais uma questão importante a se pensar.

Pois não apenas o destino conta.

Mas, principalmente, se o local garante que os novos protocolos estejam sendo atendidos e que os seus valores estejam alinhados.

Vamos ver como é isso!

Turismo na natureza, sem aglomeração

Pra gente, pensar em  turismo na pandemia é pensar em turismo na natureza.

Inevitavelmente é imaginar um isolamento mais agradável.

Atualmente, ainda existe o receio de locais com aglomeração.

Por isso, os destinos de turismo de natureza são perfeitos para a retomada do setor. 

Pois eles têm tudo que os novos viajantes buscam.

Segundo uma análise do Booking.com, o isolamento social traz um novo pensamento: a valorização do contato e a preservação da natureza.

Além disso, a pandemia acelerou um processo que já estava para acontecer, conforme o jornal “El País”. 

Agora, o trabalho remoto, o EAD, a busca por sustentabilidade e a cobrança para que as empresas sejam mais responsáveis do ponto de vista social fazem parte das nossas vidas.

Com isso, as motivações para viajar também mudam.

Isso porque os turistas estão em busca de propósito e envolvimento com a sua viagem.

Ou seja, as pessoas querem vivenciar experiências pessoais únicas.

Diferentemente do turismo de massa – comum na década de 1980, quando excursões eram mais procuradas -, agora, os pacotes em grupo não são os mais desejados.

Nesse momento, a vontade de cada pessoa é mais valorizada, tentando criar uma ligação emocional entre o turista e o destino.

Ao criar essa ligação emocional, a relação entre o turista e o destino muda.

Pois ele se preocupa com a sustentabilidade e a valorização dos locais visitados.

Com certeza, a preferência é por propriedades mais afastadas, com distanciamento razoável entre acomodações e com muitas áreas externas.

Ainda de acordo com a pesquisa do Booking.com, os turistas querem ser incentivados a adotar práticas mais responsáveis ao viajar.

Ou seja, as pessoas buscam por viagens sustentáveis.

Esse roteiro precisa ser pautado na real preservação ambiental, não apenas em medidas que amenizem o estrago.

Turismo e economia

O turismo também tem papel importante na economia.

Além desta busca para criar conexões e compreender os costumes dos destinos, viajar é fazer o dinheiro rodar.

Então, que tal fortalecer a economia brasileira e sul-mato-grossense?

Em vez de pensar em destinos internacionais, nosso país, tão grande e diverso, está precisando de turistas locais.

Inclusive, um turista que tenha pensamentos sustentáveis, para fazê-lo retomar a vida pós-pandemia.

Assim como o próprio MS, né?!

Bora estimular a todos em viagens por aqui!

Lembrando que o turista responsável e consciente não quer se contaminar nem levar o vírus até o destino visitado.

Por isso, vacinação é essencial, combinado?!

Então, compartilha com quem você gostaria de agilizar esse rolê!

Por fim, me conta aí: quais os planos da próxima viagem?

A gente se vê nas trilhas.

Tchaau.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nao deu