Categorias
Destinos Mato Grosso do Sul

CORUMBÁ – entre as cidades mais antigas de MS

Em 1850, a província, antes chamada de Santa Cruz de Corumbá, conseguiu a autonomia política e finalmente recebeu o nome hoje conhecido de Corumbá.

Uma das cidades mais antigas de Mato Grosso do Sul, Corumbá é a terceira cidade mais populosa e importante do Estado.

Vem passear por Corumbá com a gente, Mateiro!

É provável que já tenha ouvido falar da Cidade Branca.

Assim conhecida pela cor clara de sua terra, que está assentada sobre uma formação de calcário.

Além disso, Corumbá possui as belezas do Pantanal, atrativos de gastronomia e muita cultura.

Por isso, Corumbá é destino para turistas amantes da natureza e da história do Brasil.

Photo credit: Antoine 49 on VisualHunt.com / CC BY-NC-ND

História que traz muitos atrativos turísticos.

Tais como o Forte Junqueira e o Forte Coimbra, o Porto Geral e seus casarões antigos, museus e monumentos.

Além do Mirante São Felipe, que dá oportunidade de contemplar toda a cidade e também o rio Paraguai e o Pantanal.

Quem fundou Corumbá

Corumbá foi fundada originalmente, em 21 de setembro de 1778, pelo sargento-mor Marcelino Rois Camponês.

Decerto a mando do governador da Capitania de Mato Grosso, o Capitão-General Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres.

Antes disso, os índios povoavam a região.

Depois, ela foi explorada pelos europeus, em busca de riquezas naturais.

Primeiro, chegaram os portugueses (1524), seguidos dos espanhóis (1537), em busca de ouro e metais preciosos.

Photo credit: https://www.rosanetur.com on VisualHunt / CC BY

Enquanto os europeus disputavam a terra, a cultura desse povo foi assimilada pelos habitantes locais.

Dessa forma foram se modificando arquitetura, costumes e crenças.

Mais de 300 anos depois, em 1850, a província, antes chamada de Santa Cruz de Corumbá, conseguiu a autonomia política e recebeu o nome de Corumbá.

Porém, não antes de passar por batalhas ocorridas da disputa entre os países vizinhos.

Principalmente da fronteira com a Bolívia.

Como resultado dos embates veio a quase completa destruição.

Assim sendo, foi exigido um árduo trabalho de reconstrução.

Esse incrível trabalho gerou novos edifícios belíssimos.

Depois eles foram tombados pelo governo federal, em 1993.

Em conclusão, eles se tornaram parte do conjunto histórico, arquitetônico e paisagístico local.

Photo credit: Antoine 49 on Visualhunt / CC BY-NC-ND

Por causa disso, casarões, sobrados e igrejas são prédios históricos de Corumbá.

Definitivamente, eles indicam a influência europeia vinda dessa colonização.

Turismo em Corumbá

O turismo em Corumbá passou a ser explorado no fim dos anos 1970.

Desde então, é possível contemplá-la em todos os sentidos.

Atualmente, o turismo de Corumbá tem opções culturais, históricas, de ecoturismo, pesca esportiva e culinária típica.

A cidade passou a ser chamada de Capital do Pantanal, por ter o Pantanal ocupando 60% de seu território.

Assim, constitui-se como o principal portal para o santuário ecológico.

Em suma, a Cidade Branca ainda abriga muitas espécies de peixes, aves, mamíferos e répteis.

Por isso, Corumbá é também é um destino recomendado para observadores e fotógrafos de natureza.

Inclusive, as opções para passeios turísticos na natureza são muitas.

Tais como cruzar o Pantanal de barco ou chalana, andar a cavalo, ver animais na natureza selvagem durante o dia ou à noite.

Além de contemplar o pôr do sol, provar da gastronomia pantaneira ou hospedar-se em fazendas e barcos hotéis.

Bem como outros pontos turísticos.

Por exemplo a Ladeira Cunha e Cruz, o Cristo Rei do Pantanal, o Casario do Porto, a Artizu e o Muhpan (Museu da História do Pantanal).

Corumbá está às margens do Rio Paraguai.

Por isso, a cidade desenvolveu uma economia que gira em torno do curso das águas.

Hoje o local é um dos mais importantes portos fluviais do Brasil e do mundo.

Tem muita coisa, né?!

Ah, sem esquecer, é claro, de uma atração principal, o Baratão de Corumbá!

Ufa!

E aí, curtiu?

Você já conhece Corumbá?

Comente sua experiência e qual seu lugar ou passeio preferido!

A gente não vê a hora de voltar.

Quem sabe a gente se encontra.

Até a próxima!


APOIE AQUELE MATO

Se quiser continuar acompanhando nosso conteúdo e nos ver florescer, colabore com o nosso trabalho PicPay ou pelo Apoia-se.

Os recursos são usados para a manutenção do blog e para manter o acesso gratuito a todos.

Gostou? Compartilhe =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *