Categories
Mato Grosso do Sul

Para Inocência MS, uma data especial

Primeiramente chamada de Bocaína, depois passou a intitular-se São Pedro e, finalmente, tornou-se Inocência, como a conhecemos. Em 4 de abril de 1959, o Brasil ganhava mais um município, que completa 59  anos em 2018.

Visconde de Taunay, fatos e costumes de Inocência

Considerado o melhor romance sertanejo do Romantismo, “Inocência” reporta às raízes históricas de um lugar presente na obra de Visconde de Taunay, carioca que se tornou segundo-tenente e participou da Expedição de Mato Grosso, no início da Guerra do Paraguai – de onde vieram muitas histórias que ajudaram a compor “Inocência” e “A Retirada da Laguna”, este último um diário da guerra.
O topônimo do município foi adotado como uma homenagem ao seu romance.

Inocência, pureza e simplicidade

Inicialmente habitada por criadores de gado, o povoado de Inocência foi desenvolvendo-se até ser elevado à categoria de município, desmembrado de Paranaíba, passando a fazer parte de Mato Grosso do Sul em 1977.

Hoje, Inocência integra a região do Vale do Aporé, formada pelos municípios de Água Clara, Cassilândia, Chapadão do Sul, Paranaíba e Inocência, lugar em que é possível participar do turismo científico, ecoturismo, turismo de aventura, meio rural, esportes, tecnologia e contemplação da natureza.



Um dos principais atrativos da cidade é a tradicional Festa do Peão, realizada sempre no período de festividades do aniversário do município. São dias comemorativos, com realização de shows e rodeios, em momentos inesquecíveis de confraternização entre moradores e convidados.

Em 2018, a programação de festividades vai de 4 a 8 de abril, quando a cidade recebe a 38ª Festa do Peão Boiadeiro de Inocência, que promete se destacar, com peões de rodeios em touros e cavalos, mantendo o estilo cutiano, que é um dos que mais emocionam a plateia.



Então, já sabem: preparem as botas e os chapéus para parabenizar a obra-prima que faz todos se apaixonarem, Inocência.