Pra gente que ama contemplar nossas águas, dar um mergulho e aproveitar cachoeiras, nada mais justo que conhecer os principais rios de Mato Grosso do Sul, né?!

Bom, os rios que banham Mato Grosso do Sul pertencem às bacias hidrográficas do Paraná e do Paraguai.

O divisor de águas dessas duas bacias é a Serra de Maracaju. Portanto, os dois principais rios de Mato Grosso do Sul são Rio Paraná, com 4880 km, e Rio Paraguai, com 2621 km.

Porém, além desses dois gigantes, destacam-se outros rios de essencial importância para o Estado.

Conheça os principais rios de Mato Grosso do Sul.

Rio Aquidauana

Antes também conhecido por Mateteú, Mboteteú e Embeteteú, Mondego, Guachiu e Mirandario, o rio Aquidauana banha o estado de Mato Grosso do Sul e pertence à bacia do rio Paraguai.

O rio Aquidauana nasce na serra de Maracaju, na região norte de Mato Grosso do Sul, e deságua no rio Miranda, na região do Pantanal, percorrendo uma extensão de 620 km.

Sendo o único rio navegável da cidade de Aquidauana, é quem abastece a população urbana de vários municípios, além de ser usado para a pesca, o turismo e o consumo da pecuária, que é a principal atividade econômica dos municípios da bacia.

A área da bacia hidrográfica do rio Aquidauana abrange parte de 16 municípios do estado de Mato Grosso do Sul, são eles: Anastácio, Aquidauana, Bandeirantes, Camapuã, Campo Grande, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Jaraguari, Maracaju, Miranda, Nioaque, Rio Negro, Rochedo, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia e Terenos.

O rio Aquidauana possui afluentes pouco expressivos em extensão, sendo os principais o ribeirão Taquaruçu, o rio Dois Irmãos e o rio Cachoeirão, todos afluentes da margem esquerda.


Rio Aporé

O Rio Aporé, que significa rio do Peixe, banha Goiás e Mato Grosso do Sul, dividindo os dois estados.

Cassilândia é a principal cidade banhada pelo rio Aporé, que contempla outros quatro municípios – Água Clara, Chapadão do Sul, Inocência e Paranaíba.

O leito do rio Aporé é rochoso e suas águas são correntes em direção ao sul, desaguando no rio Paranaíba, que segue para o rio Paraná.

As águas do rio Aporé são ligeiras em alguns trechos e mais calmas, em outros. Porém, o rio é repleto de cachoeiras e corredeiras, tornando-se o cenário perfeito para esportes de aventura, como rafting e boia cross, o que o torna importante para a rota turística de Mato Grosso do Sul.

Rio Sucuriú

O rio Sucuriú faz parte da bacia do rio Paraná e é um rio que banha o norte e o leste do estado de Mato Grosso do Sul.

Ele nasce na Serra dos Caiapós, percorre centenas de quilômetros, servindo de divisa para os municípios de Costa Rica, Água Clara, Inocência e Três Lagoas, onde deságua, no rio Paraná.

Possui em todo o seu percurso aproximadamente 70 metros de largura e o seu trajeto é de águas límpidas e cristalinas.

Em Costa Rica encontra-se a cachoeira Salto Majestoso, com uma queda de 68 metros.

As corredeiras do rio Sucuriú permitem a prática de rafting e a descida de rapel nos saltos Majestoso e do Prego.

O nome “Sucuriú” veio de uma dança ritual de índios ribeirinhos que desejam adquirir poderes mágicos.

Nessa cerimônia, os ribeirinhos imitam a cobra sucuri em suas curvas ao rastejar e na maneira de espremer sua caça.


O rio sucuriú é o habitat de peixes como barbados, dourados, pacus e tucunarés.

Anhanduí, Miranda, Paranaíba, Pardo, Taquari, Verde.. Ainda são muitos rios que precisamos falar por aqui.
Então não deixe de acompanhar os próximos conteúdos.

|

Mato Grosso do Sul

Nome:
Email:
Site:
Escreva seu comentário:
Marilza
estou adorando conhecer melhor nossa região