Categorias
Mato Grosso do Sul Oriente-se

Mandioca – o amarelo da gastronomia de Mato Grosso do Sul

Em Mato Grosso do Sul, a mandioca amarela é o acompanhamento inseparável do churrasco pantaneiro, junto do vinagrete e do arroz branco.

Cada região do Brasil conhece a mandioca por diferentes nomes, como aipim, castelinhas, macaxeira e macamba, e todos são denominações de mandioca.

Cada uma das denominações da mandioca difere-se por características próprias em relação à quantidade de amido, consistência, cor etc.

Até o tempo de plantio da mandioca pode ser diferente, variando de 10 meses, entre as mais precoces, até a mais de um ano e meio.

Por imperar Brasil afora e ser absoluta em terras tupiniquins antes mesmo de os colonizadores portugueses chegarem por aqui, a mandioca foi apelidada de “Rainha do Brasil”.

A rainha dos ingredientes brasileiros foi eleita como o alimento do século 21, pela Organização das Nações Unidas.

Raiz nativa da América do Sul, a mandioca é dividida em duas variedades principais, a branca e a amarela.

Mandioca é prato tóxico?

É uma raiz que pode ser tóxica e não deve ser consumida sem antes ser processada, pois possui ácido cianídrico (HCN) – um veneno perigoso a partir de certa dosagem.

A diferença entre a mandioca brava e a mansa pode ser descoberta em testes laboratoriais, onde a mansa deverá apresentar quantidades inferiores do ácido.

A parte boa sobre a mandioca amarela, diferentemente da mandioca branca, é o fato de ela ter até 50 vezes mais caroteno, substância que gera a vitamina A, nutriente importante para o fortalecimento da retina, pele e mucosas.

Ou seja, a mandioca branca tem em torno de 0,4 miligrama de caroteno em um quilo do produto, enquanto a variedade amarela pode apresentar até 26 miligramas da substância.

Energética, a mandioca é uma planta duradoura pertencente à família das Euforbiáceas e rica em carboidratos e vitaminas do Complexo B, cálcio, ferro e fósforo.

A partir da mandioca, podemos produzir diferentes farinhas e vários subprodutos, como polvilho e tapioca.

Em Mato Grosso do Sul, a mandioca amarela é um dos segredos que diferenciam nosso churrasco, tanto cozida quanto frita – aperitivo que não pode faltar nos bares da Capital, Campo Grande.

Mandioca-Brava

A tradição sul-mato-grossense também leva o ingrediente em outras receitas regionais, como pirão de peixe e farofa.

O Brasil ainda está entre os principais países produtores de mandioca, mas vem perdendo espaço nesse ranking em razão das áreas de monocultura de soja, cana e eucalipto.

Atualmente, a mandioca é explorada também em todos os países sul e centro-americanos e nas Antilhas.

De sabor mais apurado e gostoso, a mandioca amarela é um dos pontos tradicionais da cultura de Mato Grosso do Sul.

E aí, bora marcar o churrasco com mandioca amarela?

Gostou? Compartilhe =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *