Categorias
Bioma Pantanal / Cerrado Mato Grosso do Sul

Museu de História do Pantanal retrata região pantaneira

Com o objetivo de envolver os visitantes nas questões de preservação e valorização cultural do Pantanal, o MUHPAN traz conteúdos de etnologia, arqueologia, antropologia social e história.

Bora conhecer o Museu de História do Pantanal (Muhpan) hoje, Mateiro!

Este é o local perfeito para resgatar a cultura e a história da nossa bela região pantaneira.

Assim, em 2008, o Museu de História do Pantanal (Muhpan), em Corumbá, Mato Grosso do Sul, foi inaugurado.

Com toda a certeza, a ideia do museu é manter a cultura e história vivas, preservando tudo que elas nos proporcionam.

Dessa forma, ele contribui para a consolidação da nossa identidade.

Museu está localizado no Porto Geral, em Corumbá

Pra começar, o Museu de História do Pantanal está instalado no Edifício Comercial Wanderley, Baís & Cia.

Logo se vê que ele apresenta uma construção histórica que traz um importante valor arquitetônico nacionalmente para a região.

Pois o prédio em que se encontra foi construído em 1876.

Além de possuir piso e escada de ferro com desenhos exóticos, vindos da Inglaterra.

Antes, o lugar funcionava como um dos principais armazéns do Porto Geral.

Posteriormente, ele foi sede da 14ª agência do Banco do Brasil, instalada em Corumbá, em 1916.

Museu de História do Pantanal

Então, bora pra história!

O Museu de História do Pantanal (Muhpan) foi criado pelo professor Carlos Etchevarne.

Dessa maneira, ele tentou falar sobre a ocupação do Pantanal ao longo de oito mil anos.

Ao mesmo tempo, o local foi projetado pelo arquiteto Nivaldo Vitoniro, sendo mantido pela Fundação Barbosa Rodrigues (FBR).

Depois, em 2002, a fundação foi convidada a apresentar um projeto de construção que preservasse a história da ocupação na região do Pantanal.

Assim surgiu a parceria com a Secretaria Municipal de Turismo e Meio Ambiente de Corumbá.

Com o tempo, as parcerias começaram a ser concretizadas.

Surpreendentemente, o projeto saiu do papel, por meio de recursos do Ministério da Cultura, com a Lei Rouanet.

Com a restauração do prédio, implantação museográfica e captação de acervos, entre outros trabalhos, o museu abriu as portas.

A abertura aconteceu em agosto de 2008.

Até hoje apresenta exposições, permanentes ou temporárias, gratuitamente.

Em síntese, o museu possui instalações modernas.

Pois ele foi projetado para atender o mais variado público.

Principalmente os portadores de deficiência de locomoção.

Por isso, ele acabou tornando-se referência tanto na sua estrutura física quanto nas ações educativas no Estado.

Visitar o Museu de História do Pantanal é redescobrir nossa cultura

A fim de envolver os visitantes nas questões de preservação e valorização cultural do Pantanal, o Muhpan traz conteúdos bem relevantes.

Você pode redescobrir o Pantanal.

Tanto pela etnologia, arqueologia, antropologia social quanto história.

Além de contar ainda com uma área para exposição de artistas, em que são expostos peças, telas e acervos de artistas da região.

Museu de História do Pantanal

Em 2018, o museu ganhou um presente.

Pois foi inaugurada a sala expositiva “Braços Cativos no Espaço Urbano e Rural de Corumbá”.

Ali a memória do negro no Pantanal é resgatada. história esta esquecida por muito tempo pela historiografia regional.

Dessa forma, o local nos ajuda a reviver nossa história, com a ajuda da tecnologia.

Em outras palavras, o projeto conta com a mudança de paisagem, da seca para a enchente, do dia para a noite, efeitos sonoros da fauna e flora regional.

Além de estímulos sensoriais e fotos e vídeos.

Um grande e importante oásis cultural da nossa história.

Agora fala aí, já conheceu o museu do Pantanal?

Comenta aí o que achou!


APOIE AQUELE MATO

Se quiser continuar acompanhando nosso conteúdo e nos ver florescer, colabore com o nosso trabalho PicPay ou pelo Apoia-se.

Os recursos são usados para a manutenção do blog e para manter o acesso gratuito a todos.

Gostou? Compartilhe =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *