Categorias
Mato Grosso do Sul

Três Lagoas: centenária e moderna

Parte do complexo ecossistema do Pantanal, em Três Lagoas é possível admirar as praias de água doce do rio Sucuriú e se espantar com jacarés na Lagoa Maior.

Algum Mateiro que sabe tudo de Três Lagoas aí?

Distante 350 km de Campo Grande, Três Lagoas recebe influências de diversas culturas e destaca-se como “Capital Mundial da Celulose”.

Pois o crescimento que o setor teve nos últimos anos resultou na instalação das duas maiores fábricas de celulose do mundo.

Inclusive, a transição da agropecuária para a industrialização e o aumento das florestas de eucalipto também colaboraram para o seu crescimento.

Assim, ela está situada sobre o maior lago subterrâneo do planeta, que é o Sistema Aquífero Guarani.

Dessa forma, Três Lagoas está localizada às margens do rio Paraná, na divisa com o estado de São Paulo.

Então, ela recebe quem chega a Mato Grosso do Sul, apresentando muitas características tradicionais que completam a cultura local.

Ou seja, seus estilos musicais, peças artesanais e pratos típicos tornam a região única.

Afinal, onde mais encontrar uma peixada de respeito, a tilápia com provolone ou um bom pastel de gueroba, não é mesmo?

Três Lagoas é parte do complexo ecossistema do Pantanal.

Logo, é possível admirar as praias de água doce do rio Sucuriú e se espantar com jacarés na Lagoa Maior.

Cartão-postal da Cidade das Águas: Lagoa Maior

Responsável por nomear a cidade, as três lagoas formam o Circuito das Lagoas.

Antes de tudo, é um lugar de contemplação, lazer e prática esportiva, com eventos típicos.

Tais como a pesca do tucunaré, o Arrancadão de Barcos – no rio Paraná -, e o circuito nacional de jet ski, que evidenciam as peculiaridades da cidade.

Assim, a Lagoa Maior é o destaque da cidade.

Pois é um local propício para a observação de pássaros e pesca amadora às suas margens.

Depois da reurbanização nos anos 1990, tornou-se lugar preferido dos moradores que gostam de contato com a natureza e de esportes.

A região três-lagoense ainda apresenta outros atrativos, naturais e históricos.

Tais como o Balneário Municipal, situado à margem do rio Sucuriú, o Monumento japonês da praça Santo Antônio, em homenagem à colônia japonesa, e a fonte da praça Santo Antônio, que simboliza a vivência da cidade nos anos 1940, quando a cidade ganhou saneamento público.

Além disso, tem a recentemente restaurada a Praça do Obelisco, que é um marco à parte.

Pois ela retrata o ponto em que os primeiros comerciantes de gado chegaram à Feira do Gado.

Monumentos históricos contam a vida na cidade

Assim os monumentos vão contando a vida e história de Três Lagoas.

Por exemplo, pelo Relógio Central, que tem muita representatividade, com seus 10 metros de altura.

Também a Estação Ferroviária, construída em 1910, que passou por mudanças e modernizações e permanece até hoje na avenida Rosário Congro.

Outro monumento histórico em Três Lagoas foi inaugurado em 13 de junho de 1922.

O Cristo Redentor possui mais de 15 metros de altura e foi feito pela artista plástica corumbaense Izulina Gomes Xavier.

Definitivamente, um local que deve estar no seu roteiro na cidade.

Assim como a Casa do Artesão.

Sendo mais um lugar de cultura e história de Três Lagoas, ele possui peças de cerâmica, com detalhes em madeira, que representam animais da região e do Pantanal.

Todas essas histórias e monumentos colaboraram para construir essa cidade tão bem representada por seus moradores, que recebem os visitantes com o sorriso no rosto.

Você já conhece Três Lagoas?

Conta pra gente nos comentários o que acha da cidade e mais lugares pra visitar.

A gente se vê!

Tchaau.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *