fbpx

Essa é a época em que Mato Grosso do Sul pode se orgulhar de ter a maior fogueira do Brasil.

A fogueira de Jateí, a 248 km de Campo Grande, tem aproximadamente 60 metros de altura – SESSENTA METROOOOS!

Para produzir a fogueira são usados cerca de 500 troncos de eucalipto de reflorestamento e sua queima acontece na Festa da Fogueira, realizada em homenagem ao padroeiro da cidade, São Pedro.

Chamada de Festa da Fogueira de Jateí – MS, o evento – hoje realizado no Parque da Fogueira – teve início em 1977, em razão de uma brincadeira do professor Manoel Sanches Gabriel e seus alunos, que inicialmente construíram uma pequena fogueira, que atingiu a altura de 6 metros, tornando-se parte de dos maiores e mais importantes eventos da região sul do estado.

Celebrado como uma festa junina, o evento conta com uma estrutura incrível, com total segurança e comodidade, e os visitantes têm acesso à praça de alimentação, com barracas de comidas típicas e tradicionais, e parque de diversão e desafio de montain bike.

A Festa Junina de Jateí chamada a Festa da Fogueira
Lucas Moura / Condiz Comunicação

A programação da Festa da Fogueira inclui ainda shows com artistas regionais e nacionais e um show pirotécnico, com 5 toneladas de fogos de artifício e duração de 30 minutos.

O céu de Jateí brilha como nenhum outro nessa época e, nos 3 dias de festa, a cidade recebe em torno de 50 mil pessoas para contemplar esse espetáculo.


Passou da hora de investir nessa divulgação e fomentar o turismo na região, né?

Significado da fogueira na festa junina

Com origem pagã e europeia, os povos celebravam tal época dando boas-vindas ao clima mais ameno, favorável para colheita, dançando em volta de uma fogueira.

Além de aquecer as noites frias durante as festividades, a fogueira também simboliza a proteção contra os maus espíritos que atrapalhavam a boa colheita.

Conforme a tradição, a fogueira quadrada é a de Santo Antônio; a redonda é de São João, e a triangular é a de São Pedro.

Os fogos também têm papel importante na simbologia, para agradecer a boa colheita.

Usados para espantar maus espíritos, servem ainda para acordar São João, que, segundo a lenda, dorme em seu aniversário para não ver as fogueiras que são acendidas em sua homenagem.

Com o passar do tempo, o evento adquiriu particularidades bem brasileiras, somando-se à época da fartura do milho – ingrediente principal no cardápio da festa.


Que bom, não é mesmo?

E aí, já foi à Festa da Fogueira e conheceu a maior fogueira do Brasil? Conta pra gente nos comentários e compartilhe essa curiosidade sobre nosso MS.

|

Destinos, Mato Grosso do Sul

Nome:
Email:
Site:
Escreva seu comentário: