Skip to content

Café da manhã, e de todas as horas

Café da manhã, e de todas as horas

O café da manhã – da tarde e da noite – é o assunto de hoje.


Pois ele é o nosso queridinho de todos os dias, né, Mateiro?

Não à toa, dados da Organização Internacional do Café (OIC) apontam que o consumo mundial de café ultrapassa 150 milhões de sacas de 60 quilos por ano.

E o Brasil é o segundo maior consumidor da bebida do mundo.

Afinal, chegou visita, tem reunião de trabalho ou bateu fome durante a tarde, é com ele que a gente conta!

Assim, nossa paixão é tanta que o café tem até um dia só dele, 14 de abril.

Aliás, um só, não. Os dias 24 de maio e 1º de outubro também são datas de comemoração do cafezinho.

Bebida mais consumida do Brasil

Como já vimos, o café é a bebida mais consumida no Brasil e no mundo ocidental.

Ele é tão popular, que, aliado à sua importância econômica, desperta  interesse por estudos, desde a sua composição até seus efeitos na saúde humana.

xícara de café com sopa paraguaia

Com certeza, quem gosta de um bom café da manhã completo já ficou, ao menos, curioso para saber mais sobre os tipos de café.

Então, explicamos rapidamente um pouco sobre alguns cafés.

Conheça os tipos de café

  • Espresso – 35 ml do mais puro café e mais nada;
  • Duplo – o dobro de um espresso, com com aproximadamente 60 ml de café;
  • Pingado – servido em um copo americano composto por uma grande quantidade de leite e um só um pouquinho de café por cima;
  • Americano –  conhecido pela adição de água quente no café, dando uma força semelhante, mas sabor diferente do café espresso. A força de um Americano varia com o número de colheres de café e da quantidade de água adicionada;
  • Macchiatto – café com leite típico da Itália, consistindo num café expresso misturado com uma pequena quantidade de espuma de leite;
  • Espresso Panna – este café conta com creme de leite fresco batido ou feito na coqueteleira – a Panna;
  • Cortado – Latte, é mais conhecido no Brasil pelo nome de média;
  • Café com leite – espresso com leite vaporizado e uma fina camada de espuma de leite;
  • Lágrima – diferencia-se do café com leite por ter mais leite do que café;
  • Cappuccino – leite e café. Porém, algumas versões pelo mundo apresentam 1/3 de espresso, 1/3 de leite vaporizado, 1/3 de espuma de leite na xícara de 150 a 180 ml;
  • Mocha ou Mocaccino – Conta com uma calda de chocolate, leite vaporizado, espuma de leite e uma dose de espresso. A mistura pode ser trifásica ou uma mistura de café com a calda de chocolate e o creme do leite por cima e espuma;

xícara de café e caderno com caneta em cima de uma mesa

  • Irlandês –  fusão do café e uísque irlandês cobertos com uma camada de creme ou chantilly;
  • Caramel Macchiatto – método de preparação, em que o leite fica “manchado” pela adição de café expresso e caramelo;
  • Hawaiano – café com leite de coco;
  • Amaretto – toque especial com a dose da bebida e de creme de leite;
  • Árabe – mais forte e com personalidade por ter especiarias como canela e cardomomo em sua mistura;
  • Caribenho – leva calda de açúcar, rum, licor de café, Martini, gelo, creme de leite e café bem forte;
  • Orgânico – sem aditivos químicos e muito processados.

Capital do café em MS

Inclusive, sabia que a bebida é tão adorada que Ivinhema se tornou a capital do café por aqui.

Assim, ela é conhecida como maior produtor do Estado, por ser uma das principais atividades do agronegócio ivinhemense.

grãos de café

Ou seja, estrela demais, né?!

Além de ser essencial para o consumo puro, o café combina com tudo.

Sobretudo se for com bolacha, cuca, pãozinho, bolo, chipa, sopa paraguaia…

Inclusive, ele ainda traz benefícios à saúde.

Por exemplo, ele ajuda a aumentar a energia, facilita a digestão, contribui para a prática de atividades físicas e atua na prevenção de doenças.

Nesse sentido, não tem lado ruim, gente!

Porém, não é bem verdade.

Isso porque é preciso equilíbrio.

Pois ele pode atrapalhar o sono, promover o desenvolvimento ou atacar a gastrite e ser prejudicial às pessoas que têm arritmia, por exemplo.

Bom, seja como for, passa um café que passa!

Por aqui, nossa paixão não é só futebol e Carnaval.

Mas também aquele café quentinho, passado na hora, que torna tudo possível.

Agora conta pra gente como você prefere o seu café.

Lembrando que ainda tem a polêmica de ser café com açúcar ou sem!

A gente se vê nas trilhas.

Inclusive, tem sempre um café no nosso passeio também.

Até mais!

Aquele Mato

Somos a Lua e o Diogo. Dois sul-mato-grossenses que criaram este espaço pra falar do nosso amor pelo Estado e mergulhar na nossa cultura. Queríamos um lugar não só para os amantes da natureza e das nossas belezas, mas também para quem se interessa pela história e quer ler, pensar e trocar experiências vividas por aqui.

Artigos relacionados

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

*

Café da manhã, e de todas as horas

O café da manhã – da tarde e da noite – é o assunto de hoje.


Pois ele é o nosso queridinho de todos os dias, né, Mateiro?

Não à toa, dados da Organização Internacional do Café (OIC) apontam que o consumo mundial de café ultrapassa 150 milhões de sacas de 60 quilos por ano.

E o Brasil é o segundo maior consumidor da bebida do mundo.

Afinal, chegou visita, tem reunião de trabalho ou bateu fome durante a tarde, é com ele que a gente conta!

Assim, nossa paixão é tanta que o café tem até um dia só dele, 14 de abril.

Aliás, um só, não. Os dias 24 de maio e 1º de outubro também são datas de comemoração do cafezinho.

Bebida mais consumida do Brasil

Como já vimos, o café é a bebida mais consumida no Brasil e no mundo ocidental.

Ele é tão popular, que, aliado à sua importância econômica, desperta  interesse por estudos, desde a sua composição até seus efeitos na saúde humana.

xícara de café com sopa paraguaia

Com certeza, quem gosta de um bom café da manhã completo já ficou, ao menos, curioso para saber mais sobre os tipos de café.

Então, explicamos rapidamente um pouco sobre alguns cafés.

Conheça os tipos de café

  • Espresso – 35 ml do mais puro café e mais nada;
  • Duplo – o dobro de um espresso, com com aproximadamente 60 ml de café;
  • Pingado – servido em um copo americano composto por uma grande quantidade de leite e um só um pouquinho de café por cima;
  • Americano –  conhecido pela adição de água quente no café, dando uma força semelhante, mas sabor diferente do café espresso. A força de um Americano varia com o número de colheres de café e da quantidade de água adicionada;
  • Macchiatto – café com leite típico da Itália, consistindo num café expresso misturado com uma pequena quantidade de espuma de leite;
  • Espresso Panna – este café conta com creme de leite fresco batido ou feito na coqueteleira – a Panna;
  • Cortado – Latte, é mais conhecido no Brasil pelo nome de média;
  • Café com leite – espresso com leite vaporizado e uma fina camada de espuma de leite;
  • Lágrima – diferencia-se do café com leite por ter mais leite do que café;
  • Cappuccino – leite e café. Porém, algumas versões pelo mundo apresentam 1/3 de espresso, 1/3 de leite vaporizado, 1/3 de espuma de leite na xícara de 150 a 180 ml;
  • Mocha ou Mocaccino – Conta com uma calda de chocolate, leite vaporizado, espuma de leite e uma dose de espresso. A mistura pode ser trifásica ou uma mistura de café com a calda de chocolate e o creme do leite por cima e espuma;

xícara de café e caderno com caneta em cima de uma mesa

  • Irlandês –  fusão do café e uísque irlandês cobertos com uma camada de creme ou chantilly;
  • Caramel Macchiatto – método de preparação, em que o leite fica “manchado” pela adição de café expresso e caramelo;
  • Hawaiano – café com leite de coco;
  • Amaretto – toque especial com a dose da bebida e de creme de leite;
  • Árabe – mais forte e com personalidade por ter especiarias como canela e cardomomo em sua mistura;
  • Caribenho – leva calda de açúcar, rum, licor de café, Martini, gelo, creme de leite e café bem forte;
  • Orgânico – sem aditivos químicos e muito processados.

Capital do café em MS

Inclusive, sabia que a bebida é tão adorada que Ivinhema se tornou a capital do café por aqui.

Assim, ela é conhecida como maior produtor do Estado, por ser uma das principais atividades do agronegócio ivinhemense.

grãos de café

Ou seja, estrela demais, né?!

Além de ser essencial para o consumo puro, o café combina com tudo.

Sobretudo se for com bolacha, cuca, pãozinho, bolo, chipa, sopa paraguaia…

Inclusive, ele ainda traz benefícios à saúde.

Por exemplo, ele ajuda a aumentar a energia, facilita a digestão, contribui para a prática de atividades físicas e atua na prevenção de doenças.

Nesse sentido, não tem lado ruim, gente!

Porém, não é bem verdade.

Isso porque é preciso equilíbrio.

Pois ele pode atrapalhar o sono, promover o desenvolvimento ou atacar a gastrite e ser prejudicial às pessoas que têm arritmia, por exemplo.

Bom, seja como for, passa um café que passa!

Por aqui, nossa paixão não é só futebol e Carnaval.

Mas também aquele café quentinho, passado na hora, que torna tudo possível.

Agora conta pra gente como você prefere o seu café.

Lembrando que ainda tem a polêmica de ser café com açúcar ou sem!

A gente se vê nas trilhas.

Inclusive, tem sempre um café no nosso passeio também.

Até mais!

Aquele Mato

Somos a Lua e o Diogo. Dois sul-mato-grossenses que criaram este espaço pra falar do nosso amor pelo Estado e mergulhar na nossa cultura. Queríamos um lugar não só para os amantes da natureza e das nossas belezas, mas também para quem se interessa pela história e quer ler, pensar e trocar experiências vividas por aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

*

Artigos relacionados

ARTE DE INDÍGENAS DE MS EXPRESSÕES DO PANTANAL Curiosidades sobre o Pantanal Músicas de MS que não podem faltar no karaokê A maior dolina da América do Sul