Skip to content

Chalana, de embarcação pantaneira a barco-hotel

Navegando no remanso do rio Paraguai, a chalana é nosso assunto de hoje.

Então, dê o play no Almir Sater para entrar no clima!

Bora!

Qual a função da chalana?

Para começar a entender qual a função da chalana, vamos definir o que ela é?

À primeira vista, ela é apenas uma grande embarcação com fundo plano.

Mas, ao contrário de outros tipos de barcos que não têm divisões internas, as chalanas oferecem cabinas para os passageiros.

Por isso, ela é uma ótima opção para o turismo na região.

Muitas vezes, ela pode ter capacidade para mais de 100 pessoas, com infraestrutura completa.

Ou seja, barco de suporte, coletes salva-vidas, sanitários, dormitórios, música e afins.

Por outro lado, outras podem ser mais “exclusivas” e íntimas.

Dessa forma, elas têm mais espaço para oferecer mais aos turistas.

Por exemplo, algumas conseguem garantir ar-condicionado em todas as dependências, suítes, salão, refeitório, televisão, cozinha industrial, entre outros.

Enfim, é um perfeito barco-hotel!

Barco-hotel é atração no Pantanal

Claro que um barco-hotel tão convidativo é atração no Pantanal!

Assim, o turista pode desfrutar de todas as regalias durante um passeio.

Nesse sentido, você pode ter todo o conforto para praticar pesca esportiva e conhecer as belezas naturais da região.

Ou seja, parece uma boa ideia para quem não quer dispensar a comodidade ou gostaria de ter mais privacidade no meio do mato, né?!

Por outro lado, é esta mesma característica que incentiva, de certo modo, o turismo sexual no Pantanal.

Enfim, tem opções para todos os desejos.

Seja como for, os barco-hotéis de luxo são grandes atrativos no Pantanal, apresentando um verdadeiro cruzeiro pantaneiro.

Inclusive, os hóspedes ainda podem contar com o apoio de lanchas rápidas, que garantem diferentes tours.

Tais como safári fotográfico com guia, visita à comunidade indígena local, observação de animais e aves, passeios de caiaque e mais roteiros personalizados, para pequenos grupos.

Por fim, uma curiosidade!

A palavra chalana vem do espanhol “chalana”, que, por sua vez, vem do francês “chaland”, que vem do grego “khelándion”, que significa “barco de funco chato”.

Desde então, ela mantém esse significado.

Bem como anunciamos no início, ela ficou famosa com a música “Chalana”, interpretada por Almir Sater.

Inclusive, é uma bela homenagem ao principal meio de transporte nas regiões mais remotas do Pantanal.

Que tal marcar seu passeio?

Comenta aí se ficou com vontade!

A gente se vê!

Tchauu!

Aquele Mato

Somos a Lua e o Diogo. Dois sul-mato-grossenses que criaram este espaço pra falar do nosso amor pelo Estado e mergulhar na nossa cultura. Queríamos um lugar não só para os amantes da natureza e das nossas belezas, mas também para quem se interessa pela história e quer ler, pensar e trocar experiências vividas por aqui.

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

*

Gente boa é a capivara A terra do ET BILU O Baratão de Corumbá Peixes do Pantanal Urutau – Mãe-da-lua